sábado, 19 de dezembro de 2015

PREGAÇÃO E PREGADORES HOJE.


Resultado de imagem para pregadores
















"Eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não o fiz com ostentação de linguagem, ou de sabedoria. Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado" I Coríntios 2.1,2 (A.R.A)

Sou de um tempo não muito distante onde os pregadores eram conhecidos por sua intimidade com Deus e por suas mensagens centradas na Bíblia, em Cristo e na Cruz. Talvez por eu ser definitivamente fruto dos acontecimentos pós Reforma Protestante, do Pietismo e Movimento de Santidade, donde surgiu o pentecostalismo. Quem sabe é por que na minha juventude convivi com outros jovens inflamados e entusiasmados com a pregação do Evangelho (hoje todos são pastores ou missionários) ou por que os meus pastores ensinavam a orar, jejuar, ler a Bíblia e bons livros, e incentivavam a buscar o ministério e ganhar almas, lembrando-me sempre que o que ganha almas "sábio é". Talvez por que cresci lendo "Os Heróis da Fé""Eles Morreram Pela Fé" e depois de crescido aprendi a ler teimosamente Moody, Spurgeon, Martin Lloyd Jones, John Stott, John Piper, entre outros.

Os reformadores da primeira e segunda gerações nos deixaram um legado e nos ensinaram o significado de Sola Gratia, Solo Christus, Sola Fide e Sola Scriptura, e talvez por isso eu não consiga entender muito bem como uma mensagem não possa conter algo sobre a Graça, ter citações bíblicas, não ter Cristo como centro, sobreviver sem a Cruz e não promover Fé. Os pregadores de hoje têm uma facilidade enorme de ludibriar o povo, principalmente em nosso meio pentecostal, com chavões e jargões emotivos, sensacionalistas, antropológicos, filosóficos e, ultimamente, com encobertas expressões de auto-ajuda. Sinceramente não sei como essas mensagens podem sobreviver em nosso meio, ou melhor, sei sim. Nossa geração é uma geração movida pelo hedonismo e pelo imediatismo. Vivemos desejando o prazer e o triunfalismo imediatos a qualquer preço. Assim, todos anelam ouvir pregações que lhes enganem com falsas promessas de que as "coisas mudarão hoje", que o triunfo "começará agora" e com falsas profecias do tipo: "Deus me trouxe hoje aqui para falar com sua vida e vim como profeta de Deus""deixem-me profetizar nessa noite" ou "Deus mandou eu falar". Para eles a Bíblia não é o bastante, a revelação das páginas do Livro de Deus precisam de um acréscimo e, infelizmente, têm acrescentado inverdades que enganam o povo de Deus.

Senhores, desculpem meu quadradismo e meu conservadorismo exacerbado, mas não consigo ver uma mensagem sem base escriturística. Não consigo me concentrar em uma mensagem teologicamente pobre e de conteúdo duvidoso quanto à doutrina bíblica e não consigo glorificar a Deus ante uma mensagem onde o centro é o homem e não Deus, onde os testemunhos de milagres na vida do pregador falam mais alto que o brado da Cruz e que a "loucura" do Evangelho. Não consigo me alegrar em meu espírito, nem no Espírito Santo, quando vejo alguém utilizando-se de material de terceiros. Não consigo sentir-me à vontade quando percebo que ao mensageiro falta unção e graça para ministrar. É possível que meus 33 anos de fé tenham arrefecido alguma chama em mim, também é possível que meu tempo dedicado aos estudos em teologia tenha recrudescido alguma vertente nova, mas prefiro não ser tão emotivo e ter equilíbrio espiritual a ser um tresloucado que não sabe se rir com as palhaçadas do homem que fala ou se chora com seu "emocionante" testemunho de vitória. Eu preciso chorar com a Palavra, rir com a Graça, levantar as mãos no santuário quando o Espírito me mover, abrir os olhos ou fechar, levantar a cabeça ou baixar, ficar em pé ou sentar, abraçar ou não-abraçar ou dizer alguma coisa para quem está ao meu lado, quando sentir vontade de fazê-lo e não por que o homem do púlpito mandou ou insinuou.

Tenho percebido que, infelizmente, esses tais são os que mais ganham destaque e são os mais solicitados para pregar em grandes festas. Tenho visto que pregadores que pregam sobre a Cruz de Cristo estão sendo deixados de lado e tenho lido mais na mídia acerca dos fanfarrões evangélicos que dos verdadeiros anunciadores da mensagem do Calvário. Tenho acompanhado o sucesso meteórico de alguns e ouvido acerca de livros mau escritos, com conteúdos doutrinariamente reprováveis, somente para arrecadar dinheiro em portas de igrejas e sem nenhuma preocupação com métodos de pesquisa, com questões éticas ou citações bibliográficas.

Mas, alegro-me em ver que longe das luzes dos holofotes tem um grupo de gente comprometida com o Reino de Deus até o último fio de cabelo, para usar uma expressão cearense. Distante dos delírios das plateias embevecidas pela mentira com aparência de verdade, Deus tem "sete mil que não dobraram seus joelhos. À margem dos louros da fama tem um pequeno rebanho a quem ao Pai "aprouve dar o Reino". Na periferia das igrejas e no centro delas ainda tem alguns que misturam com simplicidade, "fé, amor e esperança", e que insistem em dependerem unicamente de Deus para serem o que são. Pregadores que podem dizer como o apóstolo Paulo: "Pela Graça de Deus, sou o que sou". 

Não, eu não sou um revoltado, escrevendo contra tudo e contra todos, atirando para todos os lados. Convivo há anos com pregadores e sei muito bem o que estou expondo.

"Certamente a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus" I Coríntios 1.18 (A.R.C).

Maranata. Ora Vem Senhor Jesus!
Deus abençoe a todos.

8 comentários:

Pr. Edilson Ramos disse...


Grande mensagem pastor! Palavras sábias e verdadeiras! Tudo o que o senhor escreveu é verdade!
Tenho visto isso bem perto de mim, mas continuo firme em pregar a mensagem da cruz e não ser iludido com palavras de homens. Louvo a Deus por sua vida!

Pr. Edilson

Pastor Guedes disse...

Caro Pr. Edilson Ramos, a Paz!

Agradeço pela visita e comentário. Preguemos a Verdade e não nos preocupemos com o as vaidades desses pregadores...

Visitei seu blog e tornei-me um seguidor.

Deus abençoe o Amado.

Gilmar Bapthista disse...

Paz do Senhor, tudo bem?

É sempre prazeroso visitar seu blog. Vejo a atualidade em exposição e o compromisso com o Reino de Deus.

Uma vez mais, o senhor trás um texto muito elucidativo, é o retrato da nossa geração. Uma geração de pregadores que anseiam os aplausos, as fotos, as noites de autógrafos etc. Uma geração que, infelizmente, já "etiquetaram" seus ministérios.

Amam ser ovacionados, mas detestam textos apologéticos como este. Sentem prazer ao serem aplaudidos, mas se enojam ao serem confrontados. Ficam felizes ao serem bajulados, mas rangem os dentes de infelicidades, quando encontram os defensores da fé. São víboras surdas que não querem ouvir a verdade - como disse um dos salmistas. Desculpe a minha falta de decoro: mas prefiro olhar um cocô boiando num córrego poluído, do que ouvir estes falsificadores do Evangelho.

Nobre, continuar com as denúncias se faz necessário. Avante! Preguemos, ensinemos e escrevamos as verdades teológicas.

Abraços!

Pb. Gilmar Baptysta

Camboriú, SC

Gilmar Bapthista disse...

Paz do Senhor, tudo bem?

É sempre prazeroso visitar seu blog. Vejo a atualidade em exposição e o compromisso com o Reino de Deus.

Uma vez mais, o senhor trás um texto muito elucidativo, é o retrato da nossa geração. Uma geração de pregadores que anseiam os aplausos, as fotos, as noites de autógrafos etc. Uma geração que, infelizmente, já "etiquetaram" seus ministérios.

Amam ser ovacionados, mas detestam textos apologéticos como este. Sentem prazer ao serem aplaudidos, mas se enojam ao serem confrontados. Ficam felizes ao serem bajulados, mas rangem os dentes de infelicidades, quando encontram os defensores da fé. São víboras surdas que não querem ouvir a verdade - como disse um dos salmistas. Desculpe a minha falta de decoro: mas prefiro olhar um cocô boiando num córrego poluído, do que ouvir estes falsificadores do Evangelho.

Nobre, continuar com as denúncias se faz necessário. Avante! Preguemos, ensinemos e escrevamos as verdades teológicas.

Abraços!

Pb. Gilmar Baptysta

Camboriú, SC

Pedro Nogueira disse...

A Paz Do Senhor Pastor Guedes.
Bem colocado o seu artigo. Realmente é notório hoje uma grande falta de profundidade no conhecer a Deus e Sua Palavra. Vemos homens cheios de si e vazios de Deus. Púlpitos sendo ocupados por pessoas que a maior preocupação é o dinheiro que é arrecado nos cultos e não quantas almas foram alcançadas. É preciso que essa geração ( a qual pertenço) seja mais imflamada pelo Espririto Santo e tenha em seus corações o amor tão nítido que os Heróis da Fé tinham, em que doando suas vidas pelo Reino tinham a alegria vê as vidas se rendendo ao Senhor Jesus. Creio que ainda há alguns que como o senhor citou , não dobraram-se mas foram guardados pelo Senhor e não se contaminaram. Oro para que Deus a cada dia levante mais homens e mulheres comprometidos com a causa do Evangelho e que se encham de Deus e se esvaziem de si mesmos. E que O Bom Deus continue preservando de pé os 7 mil que não se dobraram.
Maranata...
Grato a Deus por fazer parte do rebanho que Ele colocou sobre seus cuidados.
Paz.

Pastor Guedes disse...

Caro Pr. Gilmar Bapthista, a Paz do Senhor!

Agradeço por sua visita e comentário.

É verdade. Precisamos alardear aos quatro ventos, tocando trombeta em Sião, como dizia o saudoso Pr. David Wilkerson e pregar a Palavra como ela é, pois muitos nessa geração se fizeram de surdos e estão como que tendo "comichão nos ouvidos".

Deus lhe abençoe.

Em Cristo.

Pastor Guedes disse...

Caro Pedro, a Paz do Senhor!

De fato a sua geração precisa descobrir a verdadeira pregação e deixar os modismos que surgem em nome da fé e da "unção" emocionalista ou sensacionalista. Mas, você é um jovem diferenciado. Temos muito o que aprender juntos. Tenho orgulho de ser seu pastor.

Forte Abraço.

Em Cristo.

PR. edison ribeiro disse...

Todos os comentarios são verdadeiros,porem vamos continuar pregando a mensagem de cristo, e dizer como diziam nossos pioneiros(pr.daniel berg e Gunar vingren,jesus salva,cura,batiza com espirito santo e breve voltará,maranata hora vem senhor jesus)....