segunda-feira, 18 de abril de 2011

MUDANÇAS NAS ASSEMBLEIAS DE DEUS


Hoje se discute muito sobre o futuro das igrejas e queremos determinar como e onde adorar. Parece muito com a colocação da mulher samaritana em João 4: “Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. Ou seja, o local não é o mais importante, mas o espírito da festa, do culto e da adoração.

Muitos têm escrito sobre isso e não quero afrontar o texto ou o pensamento de ninguém. Para mim a igreja nasceu em 12 de setembro de 1982, quando conheci o senhorio do Senhor Jesus. Que dia memorável! Passados 30 anos e não consigo esquecer a noite daquele dia. Cada detalhe está registrado na minha memória como se fossem imagens fresquíssimas. Por falar em memória, muitas são as lembranças daqueles tempos em que ouvia-se melhor louvor e a mensagem da Cruz era a tônica, seguida da doutrina da santificação e esperança da Vinda de Jesus. Que boas lembranças das manifestações espirituais genuínas regadas de comoção verdadeira em um universo e ambiente cheios de temor a Deus e de santa obediência por amor.

Não sou capaz de descrever o que ocorreu nos outros cerca de 70 anos passados desde 1982, mas o que ouço dos velhinhos que conheceram os missionários e os receberam em suas casas, do modo como procediam e do modo como nossa igreja cresceu é de tirar o fôlego! Quem viu e ouviu, como eu, Alcebíades Pereira Vasconcelos e Eurico Bergsten ensinando acerca da Bíblia, da Doutrina e Teologia Pentecostal sabe do que estou falando. Não é para se comparar com os “doutores” arrogantes em muitos de nossos congressos. Havia graça abundante nesses homens e havia um comprometimento que hoje não se vê facilmente. Sobejavam em carisma, unção, sabedoria e humildade.

Rejeito o rótulo de saudosista, pois tenho pregado e ensinado em diversos lugares que amo a igreja do meu tempo. É a melhor igreja de todos os tempos, pois é a minha igreja! Todavia, os dons eram mais abundantes no passado, as profecias eram verdadeiras e cumpriam-se cabalmente. Já nos primeiros dias de minha conversão, ouvia dos mais espirituais: “Haverá um tempo em que não teremos essa liberdade espiritual que temos hoje, por isso devemos aproveitar esse tempo para orar e buscar ao Senhor”. Eles estavam certos. Eu pensava que faziam referência à perseguição, mas falavam de apatia espiritual. Hoje alcançamos praticamente todo o país, somos ricos e temos uma igreja grande, forte e influente. Temos representantes em todas as esferas do poder; ótima aparelhagem de som e ótimos profissionais nessa área; templos grandes e suntuosos, com estacionamentos amplos, berçário; equipes de TV e mídia; grandes pregadores e excelentes cantores. Todavia, temos muita técnica, muitos talentos e pouquíssima inspiração. Claro que há exceções.

Tenho contato com muitas pessoas que admiram minha igreja porque foram assembleianos um dia, outro tanto que gosta dela porque seus pais são de lá, mas resolveram seguir outra igreja porque a “bléia” (expressão deles) é muito rígida e não conseguiram seguir os usos e os costumes, etc. Outros ainda saíram por conta de escândalos regionais e divisões. Que pena! Perdemos tantos membros! Muitos deles ingressaram em igrejas descompromissadas, sem um histórico doutrinário e ficaram à deriva sem saber em que crerem e muitos nem sabem explicar a razão de sua fé. Volto ao diálogo de Jesus com a samaritana: “Vós adorais o que não sabeis”. Vamos pagar por isso, aliás, já estamos pagando! Contudo, muitos outros se sentem felizes em suas novas denominações, o que devemos respeitar. E o que falar de igrejas fundadas por pastores que saíram da gloriosa Assembleia de Deus e estão crescendo com Graça?

Sim, mudamos! E poderíamos falar sobre mudanças de outras naturezas... Mas, aí teríamos que escrever um livro. 

Amo minha igreja, porém, será que está valendo a pena ser grande, rico, importante, influente e não ter o carisma de nossos pais? De fato o que me preocupa não é tanto o presente, mas o futuro dessa igreja tão abençoada! Penso que seria melhor discutirmos o que será dessa igreja nos próximos cem anos e o que poderíamos fazer com relação à Igreja de nossos filhos, as novas gerações! 

Maranata. Ora Vem Senhor Jesus!
Deus abençoe a todos.

48 comentários:

HELIO COSTA disse...

A PAZ PASTOR

SEM DUVIDAS QUE NAO IMPORTA O LOCAL ONDE SERA REALIZADO A FESTA E SIM COMO E PORQUE E PRA QUE E COM QUEM,

NA VERDADE PASTOR GUEDES O S.R A DE COMVER COMIGO QUE A NOSSA IGREJA EM QUE FAZEMOS PARTES E GRAÇAS A DEUS POR ISSO,
ELA ESTA MUITO FESTIVA, SEM APONTAR A COMEMORAÇAO DOS 100 ANOS ISSO E FUNDAMENTAL , POREM A IGREJA NSO ULTIMOS DIAS TEM VIVIDO MUITO DE FESTAS E FESTA QUE NAO ACABA MAIS FESTA DISSO, FETSA DAQUILO, MEU DEUS ONDE VAMSO PARAR COM TANTA FESTA
E ALMAS RENDENDO AOS PES DE JESUS ISSO QUASE NAO SE VER

NAO E QUE EU SEJA CONTRA A FESTA MAIS DEVEMOS VIGIAR NESSE SENTIDO

SABE QUEM ESTA COMVIDADO A PREGAR NOS 100 ANOS DAS ASEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL
MARCO FELICIANO,

SEM COMENTARIO

FIQUE NA PAZ DO SENHOR JESUS

QUE O NOSSO DEUS NOS GUARDE

Pastor Guedes disse...

Querido Helio Costa,

A Paz do Senhor!

Fico com a mesma sensação!

Israel tem três festas determinadas por Deus e outras duas ou três introduzidas pelo povo, mas nossas igrejas chegam as vezes ao absurdo de ter até 15 festas por ano... Muito tempo gasto em ensaios, jograis e coreografias.... E deixamos a Palavra e a oração em segundo plano. Mas também não sou contra festas.

Quanto ao pregador para o centenário, sem comentários. O Amado já sabe qual a minha opinião.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Izaldil Tavares de Castro disse...

Oh! meu irmão, pastor Guedes,
Como o caro pastor soube se colocar com equilíbrio e sabedoria relativamente a esse assunto: o Centenário das Assembleias de Deus no Brasil!
Texto comovente para o coração dos mais velhos que, como eu, tiveram o privilégio de ouvir um Eurico Bergsten, um Cícero Canuto de Lima, um João Pereira de Andrade e Silva, um João Alves Corrêa, até - por último - um Waldir Bícego!
Nasci e fui criado no Ministério do Belém. Sou filho de um dos fundadores da Igreja na Lapa, nos idos de 1940, lá na Rua John Harrison. Lembro-me da inauguração do lindo templo na Rua Felix Guilhen, 227, em agosto de 1954, construído sob a direção do Pastor Daniel Tavares Beltrão!
Hoje não estou no rol dos membros belemitas, pois sirvo ao Senhor, como evangelista, por sua infinita misericórdia sobre a minha vida, na Assembléia de Deus Bereana, em Vila Mariana, sob presidência do Pr. Walter Brunelli.
Deixando esse saudosismo santo à parte, devo dizer que assim como o irmão, eu amo a A.D. e também comungo de seu ponto de vista. Caro Pastor, de fato não é o lugar da adoração que nos levará a ser gratos a Deus por essa obra. A verdadeira gratidão virá do fundo dos nossos corações que, contritos, apresentarão a Deus um culto fervoroso pela bênção que nos deu de servir a Ele,sob esse amado teto assembleiano, junto com os salvos de todas as denominações. Teto que tem abrigado inclusive os que dele se aproveitam sem o devido respeito e consideração.
Na doce Paz do Senhor Jesus,
Ev. Professor Tavares.

Ev. Anderson Ferreira disse...

Meu amigo pr Guedes, pra mim é uma honra postar mais um comentário no seu blog.Olha, eu amo a Assembleia de Deus.Até sou as vezes mau compreendido quando defendo a "bandeira" de minha denominação.Para alguns obreiros dentro dela(meus companheiros) sou as vezes tido como "moderno", da "nova geração", mas td bem...Agora o que estamos vendo hoje na nossa igreja é coisa absurda.Vi o video do Pr. SC na convenção em Cuiabá que pelo amor de Deus...E, sinceramente, acho que em muita coisa ele tem razão.Nós que já nos julgamos " a melhor igreja", etc, hoje estamos cometendo certos erros que nem muitas igrejas de "fundo de garagem" cometem.Que Deus nos guarde!

Pastor Guedes disse...

Prezado Prof. Tavares,

A Paz do Senhor!

Que bênção receber seu comentário tão rico. Conheço o Pr. Valter e tenho muitos amigos na família Brunelli. Sua igreja é uma referência no ensino.

Sua história é muito bonita com todos esses nomes citados e por último o do Pr. Valdir.

Penso que a melhor maneira de festejar o centenário é promovendo as doutrinas pentecostais e clamando por um avivamento, onde haja mais batismo com o Espírito Santo e um mover espiritual sem igual, com conversões reais e transformações de vidas no Altar de Deus. Onde? Nos quatro cantos desse Brasil.

Deus lhe abençoe.

Forte Abraço.

Pastor Guedes disse...

Prezado Evangelista Anderson,
Meu Amigo,

A Paz do Senhor!

Também amo minha igreja como disse no texto, mas vivo igualmente perplexo com a apatia espiritual de muitos por onde ando. Nas igrejas onde visito e prego tenho visto muita coisa na hora do culto, menos adoração. Pregadores medalhões que pensam que o culto gira em torno dele e outras coisas mais. Porém, ainda há homens de Deus (poucos, mas há) que prezam pela Palavra e pela doutrina pentecostal.

Forte Abraço querido.
No Amor de Cristo!

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo pr. Guedes,

A paz de Cristo, o nosso Senhor!

Excelente matéria. Matéria excelente.

É incrível a apatia na energia gasta pelos líderes, onde se deve comemorar o centenário.

Custos e mais custos. Arrogância e mais arrogância. Vaidade e mais vaidade.

Tudo não passa de vaidade de vaidades. Creio desta forma, por saber do tamanho continental deste país chamado Brasil.

Creio que cada estado deveria assumir a sua própria festa (festa?).

Depois do ocorrido em meses passados, podemos afirmar que poderá ocorrer mais vergonhas, diante do que está por vir.

O momento é de tristeza pela frouxidão e heresias de muitos dos líderes que se perderam em seus nocivos ensinos e principalmente, pelo vergonhoso encontro dos GIDÕES DE CAMBORIÚ, ou seja, uma fábrica de heresias que se espalhará pelo Brasil, como rachaduras em uma edificação.

Triste, que se calam, por medo. Medo das dúvidas do que é correto. Medo das suas dúvidas pelo que cometem às escondidas. Medo pelo apêlo ao Dízimo e roubam descaradamente aos pobres. Os pobres das igrejas, e gastam sua fortuna em relógios, calçados, aviões, ternos de marca, e expõe a igreja ao vandalismo social pela falta de cuidados com as coisas de Deus.

Será que o Senhor Jesus Cristo, estará feliz com esta comemoração que está causando divisão?

O orgulho será imenso e a humildade será esquecida nestes cem anos.

O Senhor seja contigo, nobre pastor!

O menor de todos os menores.

SANDRO LUIS DO ESPIRITO SANTO disse...

A PAZ DO SENHOR, PASTOR GUEDES.


SERÁ QUE O SENHOR JESUS ESTÁ CONVIDADO PARA ESTA FESTA ?

COMEMORAR O QUE ? NUM MUNDO CHEIO DE VIOLÊNCIA E ESCÂNDALOS ?

A IGREJA CRESCEU EM QUALIDADE OU ESTÁ SÓ COM NÚMEROS ?

FRANCAMENTE, NOS DIAS DE HOJE FALTAM EXEMPLOS DIGNOS, GOSTARIA DE ME ESPELHAR EM ALGUÉM INTEGRO QUE VIVE REALMENTE AQUILO QUE PREGA.

SÓ VEJO ESCÂNDALOS, BRIGAS PELO PODER, BATE-BOCAS E SERÁ QUE REALMENTE O SENHOR TODO PODEROSO APROVA TUDO ISSO ?

EU TENHO TANTO TEMOR, QUANDO VEJO O EXEMPLO DA IGREJA DE LAODICÉIA.

VEJA :

E ao anjo da igreja que está em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:

Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente!

Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.

Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;

Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas.

Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te.

Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.

Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.



QUE O SENHOR TENHA MISERICÓRIDA DE CADA UM DE NÓS !!!

É A DETERIORAÇÃO DA VERDADE ENSINADA PELO SENHOR :

FÉ , HUMILDADE E BOAS OBRAS.



sandrocristao.blogspot.com

Pastor Guedes disse...

Prezamado Pr. Newton,

A Paz do Senhor!

Que honra e que alegria ver seu comentário aqui.

Suas palavras são muito fortes, mas compreendo que sua indignação não é sem causa. Há, de fato, muitos exageros entre nós assembleianos e muitas assembleias e lideranças que não merecem o título que têm.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Pastor Guedes disse...

Prezado Sandro,

A paz do Senhor!

Entendo perfeitamente suas palavras um tanto "ácidas", mas penso que ainda há modelos para se imitar (poucos, mas há).

Parabéns pelo sucesso de seu blog e pelos textos de sua autoria.

Seja bem vindo sempre.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Anderson Rogerio Andujar disse...

Graça e paz.

Irmão Ev. Anderson Ferreira, concordo que existam sim muitos exageros em nosso meio evangélico, mas tenha precaução ao se referir a outras denominações como "fundo de garagem".

Lembre-se que não só a Ass. de Deus teve um humilde começo, como também a Igreja Primitiva.

Conheço, e acredito que o amado também, muitos homens e mulheres que não pertencem a uma denominação tão tradicional como a AD e são verdadeiros homens de Deus.

Abraços, parabéns pela postagem pr Guedes...

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e pastor Guedes,

Saúde e Paz!

Parabéns pelo seu sempre reflexivo texto.

Minha opinião agora é a seguinte:

A Igreja faz a festa do centenário onde ela estiver, já liderança, que faça um culto de oração, com arrependimento, pedido de perdão e reconciliação.

Quando a Igreja visse isso, em todo o Brasil haveria celebração, louvor a Deus e ainda aplaudiria em pé!

Será que sou muito infantil, pensando assim?

Oremos, meu irmão e amigo,

Um grande abraço!

Seu conservo,

Pr. Carlos Roberto

Robson Aguiar disse...

Acho que o que está faltando é um bom e bem-vindo pedido de perdão por parte dos que fazem questão em manter uma postura hostil. Tá na hora desses irmãos praticarem o que pregam. Quem vai lucrar com isso é o Reino de Deus. Se hovesse união, a festa do Centenário seria de fato uma benção.

Pastor Guedes disse...

Prezado Anderson Rogério,

A Paz do Senhor!

Concordo com seu ponto de vista, mas também conheço o seu xará (risos) Anderson, sei que ele é bem intencionado e está se referindo ao tipo de igreja "sem forma e vazia". Contudo, oro para que estas também cresçam na Graça, que o Espírito Santo tenha liberdade para agir e mereçam o nome de Igreja de Cristo.

O irmão está certo não devemos desmerecer um trabalho somente porque não faz parte das grandes igrejas históricas, como a nossa. Muitos deles fazem muito mais que nós juntos.

Obrigado pela sua participação. Você faz parte dos bons e seus comentários enriquecem muito este espaço.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Pastor Guedes disse...

Caro amigo e pastor Carlos,

Saúde e Paz!

Agradeço por sua visita ilustre!

O Amado em nada é infantil! Seu pensamento é saudável, equilibrado, possível e perfeitamente aplicável! Imagine todas as igrejas comemorando em suas grandes cidades e pedindo um avivamento!

Sua reflexão faz todo sentido e parte de um coração sincero. Penso que cada Estado poderia fazer uma grande festa de avivamento e despertamento para voltarmos ao tempo do louvor que exalta a Deus e das mensagens que falam da Cruz e da Volta de Jesus. Também creio que este é o melhor momento para repensarmos a Igreja e refletirmos o futuro, inclusive analisando os erros do passado e projetando uma igreja sadia e equilibrada para os nossos filhos como tem sido até aqui. Deveríamos promover debates e reflexões teológicas sobre o futuro da igreja e os desafios que a esperam. Contudo, sem perder a visão da Cruz, a oração e comunhão com o Espírito na esperança da Vinda dEle.

Deus abençoe sua vida, sua casa e o ministério que lhe confiou!

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Pastor Guedes disse...

Prezado e Ilustre Pr. Robson Aguiar,

Sua visita muito me honra.

Hostilidade não faz bem a ninguém e nem ao Cristianismo que pregamos e dizemos que vivemos. Fiquemos com o Salmo 133, que diz: "Quão bom e quão suave é que os irmãos VIVAM em união". A ênfase se dá no viver, na prática, no cotidiano e na ação litúrgica no templo em adoração.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Anderson Rogerio Andujar disse...

Graça e paz pr Guedes.

Entendi a colocação do meu "xará" Ev. Anderson e sei que a sua crítica foi dirigida aos "exageros" da própria Ass. de Deus e não com o intuito de menosprezar denominações pequenas.

Só procuro usar de precaução ao "rotular", e ainda mais de maneira pejorativa, essa ou aquela denominação.

No mais o amor de Cristo nos une.

Cheguei ao seu blog através do Pr Anselmo e vou seguí-lo à partir de agora, abraços...

Pastor Guedes disse...

Caro Anderson,

A Paz!

Sem dúvida que nos entendemos muito bem em nossas colocações.

Que bom que você é amigo do Pr. Anselmo. O Anselmo é gente boa!

Grato por seguir meu blog.

Abraço.
No Amor de Cristo!

Missionária Bella Dourado disse...

Pr. Guedes!
Não sou membra da Bléia ( Assembléia de Deus da Missão - Missão é como diferenciamos das outras assembléias).
Meu marido foi na maior parte de sua vida, cresceu nesta denominação.

Eu não sou por alguns motivos que não é o discutido no post, mas os quais me incomodam.

Quanto ao centenário, desejo do fundo do coração que todos possam participar desta festa , e que entre eles os humildes quem sabe com chinelos nos pés possam assentar-se sem ninguém do banco virar a cara por tal figurino distoar do traje de gala.
E Com clamor oro para que Jesus consiga entrar dentro do templo, pois antes de acontecer o "burburim" , ja esta grande.

Que Deus abençõe a todos e que alguns pelo menos consigam ser humildes para aceitar as bençãos.

Pr. Guedes seu blog não é Show é uma orquestra ao qual sinto prazer em tomar assento na poltrona para assistir (...ler).
Abraços;

Xavier Campos Joaqum disse...

Muito bem pr. Guedes.
Amei o seu posicionamento correlação ao centenário.

Mudanças, são boas. Mas se mudamos , será que foi para melhor? - Essa deveria ser a pergunta feita a todos que ja se afastaram de seus pais espirituais ( igreja mae).

Que Deus abençoe a todos.

Xavier Campos Joaquim.

André disse...

Paz do Senhor pastor Guedes, ao ler este texto pude me emocionar lembrando me de minha conversão em 1999. Não faz muito tempo, mas faz muita diferença de lá para cá... Lembro-me do grande comprometimento que tinha meus lideres e da preocupação em pregar sobre a salvação, vida eterna, batismo com o Espírito Santo. Sinto prazer em encontrar meus pastores (alguns já jubilados) e poder ouvir as suas histórias e o que eles faziam em prol da obra... Para mim é uma grande satisfação sentar com os nossos “velhos” na igreja (muitos hoje nem dão valor a eles) e ouvi-los... Homens de mulheres com grandes experiências... Por fim, onde chegaremos com esta grande “quantidade”, mas com pouca qualidade... Oremos pelo futuro de nossa igreja, mas que venhamos agir para que algo seja mudado, pois não podemos cair na decepção de Elias na caverna achando que estava só! Rsrsrs... Ainda existem homens de Deus fortes e corajosos propagando a verdadeira palavra de Deus! Parabéns pelo artigo.

André Santos

Pastor Guedes disse...

Prezada Missionária Bella,

A Paz do Senhor!

Tentei deixar um comentário em seu blog hoje e não consegui. Vou tentar outra vez mais tarde!

Se o meu blog é uma "orquestra", a senhora certamente é um dos instrumentos mais afinados aqui nos comentários.

Deus abençoe sua vida.

Abraço.
No Amor de Cristo!

Pastor Guedes disse...

Prezado Xavier,

A Paz do Senhor!

Para muitos a igreja-mãe é a sueca, donde partiram os missionários. O que não estão errados, mas acho que a igreja-mãe mesmo é Jerusalém. O que acha?

Não estou diminuindo a importância histórica da igreja de Belém (Pará), mas, se paramos para pensar bem, viemos todos da igreja primitiva nascida no Cenáculo, posto que rejeitamos os títulos de Católicos (universal) Apostólica (doutrina dos apóstolos de Cristo) e Romana (sujeita ao Bispo de Roma).

Entendi o que o irmão deixou no comentário. Fique tranquilo. Porém, mas me veio ao coração essa reflexão e fez-me lembrar de um pregador que disse que Jesus não é católico, evangélico, judeu, hebreu, etc. Jesus é Deus!

Deus lhe abençoe!

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Pastor Guedes disse...

Prezado André,

A paz do Senhor!

É sempre bom ler seus comentários aqui.

Estou procurando um outro termo que expresse esse nosso "saudosismo disfarçado" (risos) e enquanto não acho passo a admirar os homens de Deus que conheço e suas narrativas de fé e milagres.

Quanto a questão da qualidade e da quantidade sou favorável a grande quantidade com grande qualidade ou mesmo um mínimo de qualidade. Mas, ainda há gente boa e comprometida com Deus. São os remanescentes, a reserva de Deus!

Deus lhe abençoe.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo.

AD - Madureira - Passos / MG. disse...

Ká de vorta uai!
Meu amado pastor e amigo, noossaaa! O clima está quente né? Por isso adoro crente da Assembléia, somos sangue quente (rs). Vamos estar comemorando o centenário aqui na nossa cidade no dia 18 de junho; já "baixei o decreto", todo o Campo vai trazer sua caravana, faixa etc. Vamos fazer um aue grande por estas bandas da gerais, mas já deixei avisado, nada de infeliciano por aqui, só quero gente felicitando e adorando a Deus (rs). Mano, vc e eu, conhecemos um pedaço da história das ADs (talvez mais eu por ser mais velho e tocava na banda pro saudoso Pr. Paulo Leiva Macalão e também Cícero Canuto de Lima se deliciar). Meu amado! O Centenário é nosso: Madureira, Missão, Bom Retiro, Betesda, Templo Central, Bela Vista, Canaã, Belém, Ipiranga, S. Miguel Paulista, Ministério do Malafaia e por aí vai! O que não podemos é deixar o revanchismo, e mágoas (um oceano) atrapalhar, pois cem anos não é cem dias, e aproveitar por que não vamos ver o Bi.
Si ôce quisé tá cunvidadu pru modu de animá a festança uai!
Abraços!

Pastor Guedes disse...

Caro Rev. Valdir,

A Paz do Senhor!

KKKK Pelo jeito a festa aí será um "arraiá" à la mineira sô!

Sem dúvida a festa, como o próprio nome diz, é para ser celebrada por toda a família assembleiana. Bem colocado pelo Amado: não veremos o bicentenário (pelo menos eu não) e por isso é um marco em nossa história!

Quanto a participar das festividades seria uma honra!

Deus abençoe Pastor por seu comentário sério e descontraído (à mineira).

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

ALEX AGNUS disse...

Querido pr. Guedes...

Eu ia escrever uma materia sob o titulo: "100 anos da Assembleia de Deus. O que ganhamos e o que perdemos neste centenario?", mas desisti pq naum teria acesso a numeros. Bom, que resultado teve a decada da colheita (1991 / 2000)? Quais resultados trouxeram os encontros mundiais? Nao nego q tenha sido uma igreja levantada por DEUS, mas o egoismo, a mentira, e pq naum dizer que BUSINESSMEN se apoderaram da igreja, qto organizacao. Na congregacao q eu estava ate o inicio do ano, ha alguns anos tinhamos 80 jovens solteiros no grupo musical. Domingo passado contei 5 jovens no grupo. O que a AD tema comemorar?

Pastor Guedes disse...

Querido Alex,

A Paz do Senhor!

Eu acrescentaria à lista a última campanha a nível nacional para evangelização que teve bons resultados em outros países, mas que aqui foi um fiasco. Trata-se do esforço do Ministério Billy Graham, onde os crentes reuniram-se em casa e convidava os vizinhos para o culto pela TV. Não culpo os organizadores e nem a Igreja Assembleia de Deus. A verdade é que a apatia espiritual está generalizada e estamos a ponto de um colapso.

Quero pedir permissão para destoar um pouco do seu ponto de vista e dizer que não estou pessimista quanto ao presente da igreja, mas preocupado com o futuro. Nossa igreja ainda é uma igreja boa e acho que temos algumas coisas boas para comemorar sim e homens de Deus que seguram o cajado!

Uma coisa boa é o número de crentes. Precisamos pegar esses números (quantidade) e transformar em qualidade, melhorando, por exemplo, as mensagens de nossos púlpitos e enfatizando a doutrina da Cruz e da Vinda de Jesus. Claro, não podemos esquecer da Ética, da Santificação, do espaço para jovens e adolescentes, do discipulado, da Teologia, mas com qualidade. O que chamo de qualidade é: autoridade das doutrinas nas Escrituras somada ao carisma, ou seja, operação do Espírito com liberdade.

Penso que se pudéssemos resgatar essas virtudes perdidas, teríamos melhor sorte. Já imaginou se os 20 milhões de membros e congregados assembleianos fossem todos salvos e educados bíblica e espiritualmente (na prática), que bênção seria?!

Forte Abraço.

carlos disse...

A PAZ DO SENHOR JESUS CRISTO PR. GUEDES!!!!
NA MINHA OPINIÃO O LOCAL DA COMEMORAÇÃO DO CENTENÁRIO NÃO IMPORTA NÃO, O IMPORTANTE É O SENHOR ENCONTRAR OS VERDADEIROS ADORADORES QUE ADORAM O PAI EM ESPIRITO E EM VERDADE.

MARANATA: ORA VEM SENHOR JESUS

Pastor Guedes disse...

Amado Carlos,

A Paz do Senhor!

Nisso concordamos. O que importa é festejar, mas não podemos deixar passar essa data sem repensarmos o futuro da Igreja, lançando bases para uma continuidade sólida.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo

Irmão Henrique disse...

A Paz do Senhor, Pastor.

Notei que o senhor cita Fortaleza em duas oportunidades.A primeira quando de sua conversão, e a segunda quando menciona a A D Canaã. O senhor é daqui ou já morou? Desculpe a curiosidade. Me converti em 1999, mas passei quase dez anos até realmente me firmar em uma igreja séria e comprometida com o Evangelho que é a A D Canaã, sem desmerecer outras isttituições sérias existentes em nosso estado e creio eu, no nosso país,frutos das Assembléias de Deus tradicionais que infelizmente contam-se nos dedos. Temos sim o que comemorar. Temos as experiências e testemunhos de vida e obra de nossos pioneiros, que sofreram muito para levantar uma igreja vencedora. Temos o passado para nos espelharmos e um breve tempo presente para trabalharmos até a vinda do nosso Salvador e Senhor Jesus Cristo. Crises escândalos, dissenções? Também, mas disso O Senhor cuidará no juízo.
É tempo de pregar,evangelizar, converter e comemorar. Não importa onde. Pois... A vitória é nossa pelo Sangue de Jesus, a vitória é nossa pelo sangue de Jesus...

Obrigado Senhor, por ter me salvo e me tirado do lixo, e por me colocar ao lado de homens que me ensinaram a te amar e honrar em Espirito e em Verdade.
Amém!

Pastor Guedes disse...

Prezado Irmão Henrique,

A Paz do Senhor!

Sim, sou cearense, de Jaguaribe, mas muito cedo (com 10 anos de idade) vim para São Paulo e depois morei 7 anos em Fortaleza, onde me converti ao Senhor aos 18 anos. Há 24 anos que sai de Fortaleza e voltei para a capital paulista. No meu tempo a Assembleia de Deus Canaã não era conhecida por mim. Tenho parentes que congregam lá e admiro muito o trabalho de seu pastor. Pr. Jecer Goes é um homem de Deus, integro, humilde e com visão de futuro.

O meu texto faz uma reflexão sobre passado, presente e futuro da igreja e não sou do time dos pessimistas que acham que não temos o que comemorar. Minha escrita se dá no "como" comemorar. Quando escrevi: "Será que vale a pena ser grande, rico, influente e não ter o carisma de nossos pais.." estava abrindo espaço para uma análise das mudanças que ocorreram nos últimos anos, se as mudanças nesses cem anos foram boas ou não. Se não foram positivas, como podemos reverter essa situação? Penso que aproveitando a quantidade e aprimorando-a com qualidade.

No caso da AD Canaã vocês têm ainda mais motivos para comemorar, pois trata-se de uma igreja que está vivendo o primeiro amor e desabrochando com QUANTIDADE E QUALIDADE no Reino de Deus.

Deus abençoe sua vida.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Irmão Henrique disse...

Obrigado por responder-me, Pastor. Coincidentemente minha esposa também é de Jaguaribe,não da cidade, mas de uma localidade chamada Mandacaru. Agradeço o carinho com que o senhor se refere a nossa igreja, e endosso o trabalho de nosso Pastor Jecer Góes, homem integro, sério e comprometido com o Evangelho e a doutrina. Inclusive foi em seu programa de rádio foi que tomei conhecimento deste blog. Espero que quando vier a Fortaleza, nos honre com sua visita. Garanto que serás bem recebido e acolhido.
A Paz do Senhor.

André disse...

A paz do Senhor Pastor Guedes!

Sim, “saudosismo disfarçado”! (Risos)... Aguardo o termo e concordo contigo, também temos grandes homens de Deus a admirar nesta atualidade, tu é um deles! Oremos para que a quantidade alcance a qualidade e que os remanescentes tenham forças diante deste mundo que jaz no maligno.

Em Cristo!

opoderdasescrituras disse...

Pastor Amado,

Sábias palavras. Passei para deixar aquele abraço! Continue na paz de Cristo!!

Pr Alex.

Pastor Guedes disse...

Caro Henrique,

Eu que agradeço o carinho do seu pastor e de sua igreja. Em breve, se Deus quiser, nos veremos em Fortaleza e falaremos pessoalmente. Lembranças à minha conterrânea, sua esposa, e paz para sua casa.

Tenho certeza que serei bem recebido, pois é praxe do cearense recepcionar bem seus amigos.

Forte Abraço.

Pastor Guedes disse...

Caro André,

Sem dúvida que temos homens de Deus admiráveis e isso nos faz acreditar em uma renovação aos moldes de nossos pais e de nossa ética cristã.

Agradeço seu carinho por minha pessoa...Você também é muito ilustre e personagem dessa renovação de jovens valores no ministério.

Forte Abraço.

Pastor Guedes disse...

Caro Pr. Alex,

A Paz do Senhor!

Estou com saudades do Amado!

Pena que escreveu tão pouco dessa vez (risos). Obrigado pelas palavras carinhosas!

Forte Abraço.

Vicente de Paulo disse...

Graça e Paz Pastor Guedes, parabens pela excelente postagem. Também compartilho do mesmo pensamento,no meu ponto de vista estamos enfrentando uma crise institucional. As lideranças envolvidas nesse litígio religioso estão apresentando uma visão do Reino Deus um tanto desfocada, pois, conforme está implícito na resposta de Jesus à Mulher Samaritana, o fundamento do Reino é constituido pela verdade, uma verdade que prioriza os interesses do próprio Reino os quais são voltados para adoração e exaltação da majestade de Deus, e não dos interesses políticos e eclesiásticos de algumas pessoas, as quais estão tão obcecadas pelo poder que perderam de vista os objetivos do Reino. Estão invertendo os valores do Reino, estão deixando de adorar a Deus em Espírito e verdade, para seguir o "espírito maquiavélico", isto é os fins justifica os meios, estão deixando de lado a essência, a verdade, a espiritualidade, para preservar o "Monte Gerizim" ou "Templo de Jerusalém",isto é as regalias que o poder institucional proporciona.

Pastor Guedes disse...

Prezado Pr. Vicente,

A Paz do Senhor!

Agradeço por sua participação e comentário.

Sem dúvidas os interesses do Reino devem estar acima de qualquer outra motivação.

Deus abençoe sua casa.

Forte Abraço.

ROBSON SILVA disse...

Paz, meu amigo!

Como é bom ler tuas reflexões... Nos faz pensar sobre nosso verdadeiro papel enquanto cristãos nesta geração...

Sou apenas um pouco mais jovem que você, no que diz respeito à fé, mas me recordo tão claramente daquele 20 de setembro de 1987 que bem poderia ter sido em 1982 ou 2010, daria no mesmo...

Por outro lado, tenho estado tão decepcionado com este estado de coisas, que sou forçado a me ancorar, vez ou outra, naquele modelo de igreja de 24 anos atrás... Ah como era bom! Ou éramos nós mais inocentes?

Que o ETERNO nos ajude...

Prossigo teu admirador, e fiel seguidor...

Abraços!

Robson Silva

Junior disse...

Meu querido amigo !!! Já era seu fã, e hoje, sou mais ainda !!! Deus sempre tem os valentes e corajosos, que não se curvam aos que dominam segundo a carne, e de acordo com seus interesses políticos e planos de poder ... Leio seu texto com dor no coração, e lágrimas nos olhos ... Mas ciente de que, Deus ainda tem poder para promover a mudança que precisamos, e não a que queremos ... Como pastor, o senhor deve saber que, os pastores mais comprometidos com a obra, a salvação de almas, que têm o coração voltado para seguir a direção divina, estão sendo sobrecarregados com o peso das ofertas que têm que ser enviadas, para que o GRANDE TEMPLO fique pronto a tempo. Pra quê ? Qual o objetivo disso ? Desculpe se disse algo forte, mas isso tem me machucado muito, e tenho pedido graça a Deus, para superar esses momentos de decepção, que se tornam cada vez mais frequentes.
Que Deus continue lhe ajudando, e lhe fortalecendo !!!

Pastor Guedes disse...

Caro Robson, Meu Amigo,

A Paz do Senhor!

Embora eu rejeite o rótulo de saudosista, estou procurando um termo que defina melhor essa nossa nostalgia...rsrsrsrs

Contudo, tanto você como eu (os jovens rsrsrs) podemos reescrever a história dessa igreja abençoada. Minha visão, como você sabe, é propor um resgate dos valores espirituais que fizeram tanto bem aos pais. É possível reviver os tempos de avivamento e despertamento espiritual com salvação, batismos e milagres. Mas, não creio que isso aconteça se não começar pelo púlpito, pela Palavra, pelos pregadores e ensinadores.

Deus abençoe sua vida e o Prossigo Para o Alvo.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Pastor Guedes disse...

Prezado Júnior,

A Paz do Senhor!

Você sabe de minha admiração por você e como somos amigos há tempos. Todavia, quero salientar que vejo importância sim na construção do Grande Templo. O que precisamos é fazer a riqueza espiritual se sobressair à riqueza patrimonial. Não quero comentar a maneira como se fazem as coletas para a construção, mas prefiro falar de escrever um novo capítulo na história da igreja enfatizando a riqueza histórica e a possibilidade de um despertamento, até para encher o Grande Templo de almas verdadeiramente salvas.

Deus abençoe sua casa.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Pr.Daniel S Acioli disse...

Meu nobre Pr. Guedes!

Sou nascido e criado dentro desta igreja amada e odiada em todos os tempos!

Minha mãe foi batizada no inicio da década de 30, já faz algum tempo (rsrsrsr).

Meu pai converteu-se no final dos anos 40.

Sou nascido em 1951....conheci muitos dos nossos pastores que hoje estão com o Senhor Jesus!

Corroboro com as suas palavras e afirmo que problemas houve, há e haverá enquanto aqui estivermos, não era diferente com o colégio apóstolico o leitor mais arguto verá isto nas entrelinhas, mas o que hoje estamos testemunhando é algo inadmissivel para um crente fiel!

Só uma coisa justifica isso: Sinais que A Volta de Cristo está proxima!!!

Ah!
Que saudades dos Estudos Biblicos elaborados com oraçào e muito des-velo, apresentados com temor e tremor!

A Glória de Deus se manifestava de forma gloriosa e não havia necessidade de "estimulos" para se dar Glórias a Deus!

Um abraço!

Pr. Daniel S Acioli

http://prdanielsalesacioli.blogspot.com/

Pastor Guedes disse...

Prezado Pr. Daniel Acioly,

A paz do Senhor!

Louvo a Deus pela história de sua família e pela sua própria dentro dessa amada igreja.

Compartilho de seu pensamento e creio mesmo que as coisas tenderão a piorar, por isso insisto tanto em discutir o futuro da igreja. Se o impacto é inevitável na vida das igrejas (denominações), que ao menos na nossa seja menor.

Deus abençoe sua vida.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Pr. Genivaldo Tavares de Melo disse...

Caro amigo e pastor Guedes.
Comecei a rolar a tela para achar o final e já estava desistindo. Pela manifestação dos seus leitores, percebo que este assunto preocupa a todos. Percebo também que muitos pastores estão preocupados com a unidade da igreja, isto é um alivio. Sem o blog não teríamos acesso a essa manifestação de pensamentos. Penso que é hora de alguns líderes trocarem seus "saltos altos" por tamancos, o mesmo calçado que usamos há anos, no melhor sentido. Gostaria também que eles mudassem o tom para algo mais singelo pois essa estória de "IGREJA MÃE", tá dando nas veias.
Forte abraço.
Pastor Genivaldo T Melo

Pastor Guedes disse...

Caro Amigo Pr. Genivaldo Tavares,

A Paz do Senhor!

Que prazer ter sua pessoa comentando aqui em meu blog.

Sim, a preocupação pela unidade da igreja é legítima, mas não vejo a Igreja como sendo paraense e nem paulista, é igreja de Deus. O Brasil está em festa e não um segmento. Você sabe que há muita vaidade em questão.

O bom mesmo é ter você aqui me visitando nesse espaço.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!