quinta-feira, 20 de setembro de 2012

GAYS CONVOCAM CAETANO VELOSO, GILBERTO GIL E OUTRAS CELEBRIDADES PARA FICAREM NUS EM PROTESTO CONTRA PASTOR SILAS MALAFAIA


Gays protestam contra título dado ao pastor Silas Malafaia acusado de homofobia




A Tarde, 
Biaggio Talento


De um lado, o movimento gay convocando Caetano Veloso, Gilberto Gil, Marina Lima e Preta Gil, do outro entidades evangélicas e profissionais liberais. O centro da discórdia, um título de Cidadão de Salvador para o pastor Silas Malafaia aprovado pela Câmara Municipal da capital baiana, a partir de projeto do vereador Héber Santana (PSC).

As principais entidades do movimento homossexual já enviaram comunicação à presidência da Câmara pedindo que o título seja revogado pois acusam Malafaia de "homofóbico". 

Como reação a Associação Batista de Salvador, a Sociedade Bíblica na Bahia e outras entidades evangélicas, fizeram o mesmo, protocolaram uma solicitação pedindo a manutenção do título. 

A "ameaça" final dos gays é que, se não conseguirem barrar o título por bem, vão promover um ato em frente à Câmara em que os homossexuais pretendem tirar a roupa. Para isso convocaram, também, os associados da ATRAS - Associação dos Travestis de Salvador.

Muito irritados com o título, os militantes gays iniciaram campanha nacional para obter o apoio de artistas e personalidades, "de cabeça feita" (que apóiam o movimento homossexual) com o objetivo de barrar a homenagem.

"Estamos cobrando de Caetano Veloso seu apoio a esta campanha já que em 1985 ele declarou que o GGB é o orgulho da Bahia, então queremos que ele consiga o apoio de Gilberto Gil, Preta Gil, Ney Matogrosso, Marina Lima e demais artistas e Vips de cabeça feita para impedir esta agressão à cidadania de mais de 10% da população baiana e brasileira representada pelos homossexuais", disse o antropólogo Luiz Mott, fundador do Grupo Gay da Bahia (GGB), mais antiga entidade do gênero em funcionamento no Brasil. Mott ponderá que Malafaia é o "inimigo número um" dos homossexuais.

Os gays também protocolaram pedido de apoio à da Comissão da Diversidade Sexual contra a Homofobia da OAB/BA e iniciou um abaixo assinado nas redes sociais, Petição Pública contra Título de Cidadão Soteropolitano a Malafaia"que já contava, nessa terça, com mais de 800 assinantes.

Patrimônio 
No outro campo de luta, os evangélicos estão dando todo apoio ao vereador Héber Santana. Ponderam que Malafaia "possui um acervo de obras literárias publicadas e amplamente adquiridas pela comunidade evangélica de Salvador e que seu pensamento e idéias se constituíram como patrimônio cultural imaterial para esta cidade por enriquecer a cultura evangélica em suas múltiplas dimensões sociais, culturais e simbólicas".

Um dos líderes evangélicos Gustavo Mercês, ex-militante do PSOL, afirma que a luta dos evangélicos agora não se limita apenas a título, mas ao reconhecimento da contribuição cultural do povo evangélico soteropolitano.

"É um absurdo ainda ouvir declarações preconceituosas contra nossos patrimônios culturais, contra nossas idéias, costumes e crenças. Não é apenas Silas Malafaia que está sendo perseguido, mas o povo evangélico como um todo, chega de discriminação", disse.

Sobre as ameaças dos gays de tirarem a roupa Mercês qualificou o ato como de um grupo que "procura holofotes, principalmente em uma época eleitoral. 

"Eles pode ficar nus, podem fazer o que bem quiserem, o fato é que Silas Malafaia já é cidadão soteropolitano e nenhum grupo de ativista será maior que a vontade soberana do povo e a legitimidade do Poder legislativo que aprovou a indicação", bradou Mercês.

Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

4 comentários:

Luciano de Paula Lourenço disse...

A diferença entre um fundamentalista Gay, qual estes em epígrafe, e um fundamentalista islâmico é: nenhuma. Estes são beligerantes e camicases; aqueles usam as armas mais usuais no dia-a-dia: a bunda. Não passam de nefastos e abomináveis. O pr. Malafaia deveria ficar calado para não escandalizar ainda mais o Evangelho e a comunidade cristã. Não temos de dar satisfação a essa escória irremediável da sociedade. Não adianta estrebuchar(em linguagem cearensês), fundamentalista não tem cura.
Um abraço!

Pastor Guedes disse...

Caro Luciano, a Paz!

Agradeço pela visita e pelo comentário.

Descobri seu blog hoje e resolvi segui-lo.

Forte Abraço.

Geovani Santos disse...

A paz do Senhor Jesus, Pastor Guedes!

Esse movimento gay é capaz de tudo para se promover. Apoiados por políticos oportunistas e leis frouxas, estão subvertendo a ordem e achacando a moral e os bons costumes dos cidadãos dignos de nossa pátria. Precisamos nos precaver, porque esta sociedade hipócrita e perversa tem recrudescido o discurso em favor destas supostas " minorias perseguidas", que usam um discurso sutil para se favorecerem de benefícios legais que lhes conferem blindagem ideológica sob um viés de intolerância. Tal discurso tão descorado já é conhecido de todos nós,portanto,discernamos nele um estratagema maquiávelico para obtenção de poder e aquisição de vantagens politico-temporais. Estejamos atentos e em constante oração para que o seu intento trevoso seja frustrado pelas poderosas mãos do santíssimo DEUS!

Nos laços do Calvário,

Geovani F. dos Santos



Pastor Guedes disse...

Caro Geovani, a Paz!

Agradeço pela visita e comentário.

Concordo com você e acho que taxar os outros de homofóbicos somente porque não concordamos com eles é outro extremo da intolerância.

Abraço.
No Amore de Cristo!