sexta-feira, 24 de agosto de 2012

ARRAIÁ DE JESUS, SERTANEJO GOSPEL E TRIBOS CAIPIRAS GOSPEL: VALE TUDO PARA ATRAIR O PÚBLICO PARA AS IGREJAS?


Este texto é um resumo do artigo encontrado no blog citado no final desta página.
FONTE ORIGINAL: http://doa-a-quem-doer.blogspot.com.br/2011/06/festas-juninas-gospel-mais-uma.html

http://1.bp.blogspot.com/-AZUjXYBxoIg/TgUtDUjk_zI/AAAAAAAAFZk/T3FPdAEyvqo/s1600/cab+festa+junina+gospel.png
A Mansão do Louvor receberá os caipiras gospel numa noite de puro forró, com as bandas 'Expresso Louvadeira', 'Turma do Balaio', 'Forrozão Suave Louvor', entre outras atrações”. Assim se define mais um "Arraiá com Jesus", a intitulada “festa jenuína [sic] do povo de Deus”.
Hoje em dia é comum vermos igrejas adotando novos modismos: balada gospelreggae gospelbregospel, boate gospel, tudo gospel. Tudo para diversão da “galera gospel”, tudo para “manter os jovens na igreja”. Não importam as origens das festas e baladas, ou se vão de encontro ao que a Bíblia ensina. A única diferença entre essas festas e as “do mundo” é que “na igreja” tudo leva o nome “Jesus”, como se isso bastasse para que Ele aprovasse tudo. Forró até o amanhecer, danças de quadrilha, vestes típicas e os outros detalhes peculiares são a tônica.
Mas por que tanta repreensão, dirão os fariseus de sempre. O quê que tem os jovens se divertirem? É melhor do que saírem da igreja, argumentarão. É melhor organizar um forró santo do que ficar aí só criticando, dirão outros.
A razão é simples.
http://2.bp.blogspot.com/-ff-NQuUiTgY/TgUtE5wajXI/AAAAAAAAFZs/AFiDzF5OaMA/s1600/festa+junina+gospel+2.jpg
As festas juninas são uma homenagem a “santos” católicos: “santo” Antônio, “são” João e “são” Pedro. Tradicionalmente, fazem parte das manifestações populares mais praticadas no Brasil. Mas seriam tais festas folclore ou religião? Até onde podemos distinguir? Até onde podemos pegar coisas sacrificadas a ídolos e simplesmente rotular de “evangélicas”?

O profeta Elias desafiou o povo a escolher entre Jeová e Baal: “Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o, e se Baal, segui-o” (I Reis 18:21).
Como observadores e seguidores da Palavra de Deus, devemos tomar cuidado com práticas herdadas do paganismo e com a mistura de costumes religiosos, impróprios à luz da Bíblia, adotada por alguns evangélicos.
festas juninas gospel estão entre aquelas coisas que o apóstolo Paulo chama de lícitas, mas inconvenientes e não-edificantes (I Coríntios 10:23).
http://2.bp.blogspot.com/-F-P4sL4ngqA/TgUtIGX_JnI/AAAAAAAAFaE/z4vy37ZxTGk/s1600/festa+junina+gospel+8.jpg

Ninguém é contra comer bolo de milho, ou canjica, ou pé-de-moleque. Desfrutemos dessas coisas, porém, na privacidade de nossos lares ou fora do contexto de festas caipiras nos meses de junho e julho. Não porque tais iguarias sejam pecaminosas em si, mas para evitar associações indesejáveis.
Somos livres para participar de festas juninas? Não. Ao participarmos de tais festas, nos ligamos em idolatria.

Fonte de consultas: Defesa da Fé - junho de 2002 nº 45; 
Jornal Folha de Rio Preto, 22/06/2003; Revista Galileu Junho 2003 nº 143; 
Artigo do CACP - "As Maldições das Festas Juninas", Pr. Afonso Martins;


24 comentários:

Roberto Amorim disse...

iestasMeu caro amigo e Pastor Guedes, Paz!
Faço das palavras do Pr. Ciro Zibordi, ás minhas palavras!

Muitos cristãos (cristãos?) do nosso tempo têm usado o adjetivo “gospel” para “santificar” atitudes, posturas, comportamentos, condutas e eventos que outrora estavam relacionados a pessoas que não conhecem o Evangelho. Parte-se da premissa de que o crente tem liberdade para fazer o que quiser e se divertir do jeito que bem entender — mesmo que imite o mundo —, e ninguém tem nada a ver com isso.

“Não me diga que você é um daqueles protestantes retrógrados que ainda pensa que participar de festa junina é impróprio para o cristão. Deixa de ser legalista, meu chapa! Acorda, rapá!”, diria um famoso telepregador gospel. Isso mesmo: já existe o “arraiá gospel”, também conhecido como “festa jesuína”, inclusive em algumas pretensas Assembleias de Deus. O mesmo se aplica a baile e desfile de carnaval, música erotizante (que simula o ato sexual), esporte (esporte?) violento e sanguinário — cuja “bola” a ser chutada ou golpeada com a mão é a própria cabeça do “esportista” —, Halloween (conhecido como “Elohim”), “pegação”, etc.

Como se depreende da leitura deste artigo, “gospelizar” é, pretensamente, “tornar evangélico”. Uma vez “gospelizado”, o que outrora era considerado pecaminoso pode ser praticado livremente, sem peso de consciência. O lema dos crentes da “geração gospel” é: “Vamos curtir a vida. Afinal, Jesus não é careta”.

Em Crito,

Roberto Amorim.

1000NOTICIAS disse...

É INFELISMENTE ESSA É A REALIDADE, QUE DEUS CONTINUE LEVANTANDO SEUS SERVOS PARA FALAR AS VERDADES QUE MUITOS NÃO GOSTAM. NO BLOG QUE ESCREVO TAMBÉM TEM VÁRIAS MATÉRIAS COMBATENDO ESSES ENGANOS SORRA-TEIROS.CONVIDO PARA VEREM A MATÉRIA:LOUVOR ADORAÇÃO OU IMPRES SÃO?
ESSA É A GERAÇÃO DE ''ADORADORES''
A NOSSA GERAÇÃO ATUAL É SEM DÚVIDA MARCADA PELAS DIVERSIFICADAS INOVAÇÕES E MODISMOS SORRATEIROS. É EVIDENTE QUE TEMOS QUE RENOVAR, MUDAR, MELHORAR, INVESTIR EM TECNÓLOGIAS, ENFIM, EVOLUIR, MAS DE FORMA SAUDÁVEL, PURA E AGRADÁVEL A DEUS. ESSA É A VONTADE DE DEUS EM ROMANOS DEUS ADVERTE A NÃO NOS CONFORMAR COM ESTE MUNDO ( ROM 12:2).MUITAS IGREJAS ESTÃO INVESTINDO EM BAILES FANKS GOSPEL, REGGAE GOSPEL, TENDAS ELETRÔNICAS, CULTOS SHOW, BALADAS GOSPEL, E ETC. VEJA ESSE LINK ONDE É PERGUNTADO SE UMA IGREJA EVANGÉLICA VIROU BAILE FANK.

http://rblog1000.blogspot.com.br/2012/05/louvor-adoracao-ou-impressao.html

Pastor Guedes disse...

Caro Roberto, meu Amigo,

A Paz!

Está dito.

Abraço.

Pastor Guedes disse...

Caro 1000 Notícias,

A Paz!

Obrigado pela visita.

Essa constatação tem matado muitas igrejas. Infelizmente, o povo não acorda e prefere "pão e circo".

Abraço.
No Amor de Cristo!

Thiago Boudny disse...

A paz do Senhor mais uma vez pastor Guedes!
Pois é, infelizmente o rumo que a conduta do povo que se diz "chamar pelo nome de Deus", não é tão agradável.
A aceitação do modernismo tem levado ao mundanismo, causado desfoco da igreja. Muitos esqueceram qual é nosso objetivo, abraçam o mundo como algo normal; e pior do que um ímpio é um crente dissimulado, que falsifica a verdade em prol dos seus benefícios próprios.
E além de uma grande parte se apostatarem da fé, uma boa parte da liderança também(infelizmente) se renderam aos cuidados do mundo.
O que me entristece é que estes, em busca e em nome do prestígio, da fama, poder e dinheiro, transformam os PÚLPITOS em BALCÕES, transformam a VOCAÇÃO em PROFISSÃO, transforma a IGREJA em EMPRESA, transformam os CRENTES em CLIENTES, transformam o VERBO em VERBA e tentam transformar a SALVAÇÃO em MERCADORIA!
Dói demais. Mas até o último dia estaremos protestando contra o pecado que tão de perto nos rodeia, e olharemos para Jesus, o autor e aperfeiçoador da nossa fé!
Um abraço pastor!

Pastor Guedes disse...

Caro Thiago,

Agradeço por sua participação, como sempre, muito apreciada por este editor.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Marcelo Queiroz disse...

É meu Pastor Guedes, parece que a turma tão indo ser evangélico hoje como se por uma tendência dos dias atuais. Como o Pr. Jecer diz: "A estão querendo transformar a Igreja em club social". na última vez que conversamos, o senhor falou uma frase que se adequa com a situação de hoje: "Estão se convertendo de QUÊ pra QUÊ?". A mensagem da Cruz não precisa inovações desse tipo pra ser pregraga com algumas denominações estão adotando. Como já postei em outro comentário aqui, digo novamente: Graças a Deus que a Sã Doutrina ainda vive! Quer esses pseudo-cristãos queiram ou não.

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo, que vive e reina para todo o sempre. Amém!

"A vitória é nossa pelo sangue de Jesus; Se Deus é por nós? quem será contra nós?; Agindo Deus, quem impedirá?"

A Paz do Senhor Pr. Guedes!

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro pr. Guedes,

A paz amado!

A situação está cada vez mais traiçoeira.

De fininho e sem as parafernálias dos pregadores heréticos, o diabo definiu o seu caminho e quem deveria estar atento, está definitivamente disponível e de braços abertos para o vento junino.

Aqui na flórida, uma igreja resolveu realizar uma grande festa com título de FESTA MINEIRA.

Imagine o que existia na festa, que somente verifiquei através das fotos publicadas nos jornais de brasileiros.

Vamos lá!:

Casamento na Roça,
Roupas com Remendos,
Chapéus de Palha,
Barraquinhas de Comidas,
Danças na Roça,
Bandeirinhas,
Presídio na Roça,
Trenzinho com os Roçeiros,
Comídas Típicas etc,

Paro por aqui, e entrego nas mãos dos leitores esta proposta para que verifiquem onde difere da festa original e original do mundo.

Pensar é um dever. Espero que esta sua matéria, recolha alguns crentes do caminho das trilhas e os façam transitar pelo caminho da LUZ.

O Senhor seja contigo, nobre pastor,

O menor dos teus irmãos.

Georges disse...

Só faltou citar a fonte - blog "Doa a quem doer", reconhecível pelas ilustrações.

Rita disse...

Boa noite Pr Guedes!

Esse texto é bem amplo, tem muitas coisas, que a gente discute sobre, o que pode e o que não pode dentro de uma religião.
Cada uma com seu ensinamento, seus valores, e cada um de nós concorda ou não com a outra.
Sou católica, por muito tempo ,vivi presa nas tradições por causa da família, que na quaresma não pode comer carne, nem dançar, mas hj vou pouco na minha igreja tem tantas coisas que não concordo, já visitei outras até gostei não tenho nada contra, acho que temos nosso livre arbítrio.
Para mim o mais importante é:

Ter fé
Crer em Deus
Respeito pelo irmão
Viver na esperança que somente Deus
é nossa fortaleza, e as tradições de cada igreja seja como cada seguidor quiser.
No final do caminho só um DEUS!

Abraços de boa semana
Rita!!!!!

Pastor Guedes disse...

Caro George, a Paz!

Sinto muito, mas não tenho essa informação e as fontes que tive acesso são essas que constam no roda-pé.

Abraço.
No Amor de Cristo!

Pastor Guedes disse...

Cara Rita,

Obrigado pelo seu comentário.

Entendo que como católica você não veja muita diferença ou discrepância, mas para nós evangélicos a coisa não é tão simples assim. Você sabe que procuramos ser pautados pela Bíblia e não pela tradição, por isso tudo que foge à doutrina da Palavra de Deus nos causa indignação.

Para nós vai além do contexto de costume ou tradição religiosa: é heresia mesmo!

Deus abençoe sua vida e sua casa.

Raimundo Rodrigues disse...

Caríssimo Pr Guedes. Infelizmente ninguém respeita mais o que é sagrado. Há um tempo atrás, ouvindo a 104,3 num dia de sábado, a locutora anunciava "atenção jovens, não percam o grande showburger em uma congregação (Canaã) da Barra do Ceará. Será muita bênção e muito "hamburger" no final do culto. O atrativo nesse caso era os "hamburgers" . É isso que chamo falta de amor à Palavra.
Fica na paz.

Sávio Marques disse...

Meu amado irmão e Pastor Guedes, a Paz!
A verdade é que isto está virando uma épidemia, no meu interior lá no sertão do Ceará, essa festa caipira já acontece a uns três anos, e esse tipo festa já está até virando concorrência com as festas católicas, é uma pena, pois muitos crentes que ainda tem o temor de Deus ficam envergonhados, principalmente aqueles crentes mais velhos, e quando emitem opinião são chamados de quadrados e radicais, quero expressar minha profunda tristeza, e tenho certeza que a tristeza de Espírito Santo é muito maior, não só por quem as promove, mais também por aqueles que não as combatem e tem muitos pastores nessa situação, que não concordam, mais também não combatem, e Deus falou lá em Ezequiel 34, contra os pastores omissos, e a palavra é dura. Bem meu Pastor que benção de Senhor Jesus continue em sua vida, pois o senhor tem dado testemunho de seu compromisso com a sã doutrina e não tem fugido da simplicidade que há em Cristo e no seu Evangelho.

Georges disse...

OK pastor Guedes, mas posso lhe garantir que o texto é meu, assim como o blog de que lhe falei. As ilustrações também são minhas, posso provar porque as legendas estão integradas à imagem; é o que faço para rastreá-las em caso de cópia. Sou iustrador e publicitário, publico o blog desde 2008 e essa postagem data de 24/06/2011. Todo ano nessa época escrevo algo sobre o tema, assim como Halloween, Natal, Aparecida etc. Nada contra publicar meu material, apenas gostaria que citasse a fonte original, pois é o que faço quando uso material de terceiros. Nem precisa publicar este comentário, não faço questão, mas se quiser conferir, aqui vai o endereço original: http://doa-a-quem-doer.blogspot.com.br/2011/06/festas-juninas-gospel-mais-uma.html
O tal "Misael", cujo endereço o sr. cita como fonte (http://www.misaelbn.com/tag/festas-juninas/) dá como resultado o erro 404 (página não encontrada).
Um abraço e que Deus o abençoe.
Georges

Pastor Guedes disse...

Caro George, a Paz!

Quero que o irmão saiba que ao publicar esse texto o fiz com a melhor das boas intenções. Em todos os meus posts, extraídos de outros blogs ou sites, sempre coloco a fonte. No caso desse texto, apenas dei um "cola/copia" e publiquei como constava no blog que copiei (talvez o seu, mas como já constavam fontes lá no roda-pé, não me dei cuidado de citar o seu blog). Inclusive entrei agora em seu blog e verifiquei que o endereço do "Misael" que eu dou como fonte, como você disse, aparece no seu texto também. Dá uma olhadinha lá.

Outra coisa amado, eu não ganharia nada ao usar de má-fé com a sua pessoa. Se houve algum mau entendido, vamos corrigir, ok?

Deus lhe abençoe.

Abraço.
No Amor de Cristo!

Georges disse...

OK pastor, eu também "não ganho nada"; pelo contrário. Só que usar textos de terceiros como fonte é diferente de copiar e colar, e o sr. pode ver que usei diversas fontes, todas devidamente creditadas no fim da postagem, inclusive o tal Misael. Como sempre faço, aliás, quando uso material de terceiros. Teve um irmão que não gostou de eu ter usado uma parte de um artigo que ele havia publicado, e me pediu que retirasse do ar. Excluí a postagem no mesmo dia, e comuniquei a ele pelo twitter. Se qualquer pessoa quiser pode consultar as fontes citadas por mime ver que meu texto é uma compilação de diversos autores, mais a minha contribuição, evidentemente, e caso se sinta lesado é só me comunicar que tomarei as providências. Já as minhas ilustrações são todas originais, à exceção de fotos de dominio público. Como falei, pode ver pela legenda incorporada à imagem. Prezo e luto por uma blogosfera cristã com ética e transparência.
Mas tudo bem, nem sempre ocorre como esperamos, e para mim esse episódio já é página virada.
Um abraço.
Deus o abençoe ricamente.
Georges

Pastor Guedes disse...

Caro George,

A Paz!

Não entendi seu discurso e sua indignação, pois corrigi e coloquei seu blog como fonte original.

Para mim também é página virada.

Deus lhe abençoe.

willame Alves disse...

A PAZ Pr. quem convence o pecador do pecado e o mantem na igreja é o Espirito de Deus, e infelizmente hoje muitos lideres não tem tanto amor por Cristo pra estarem na presença dele buscando-o.
Jesus disse em joão 17. 19 "E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade".
é isso que os organizadores deveriam fazer, se santificar-se.

Pastor Guedes disse...

Caro Willame,

A Paz do Senhor!

É verdade, mas santificação é uma palavra meio fora de moda para esse povo, não acha? Ninguém mais prega renúncia, cruz ou as figuras da salvação residentes na soteriologia cristã.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Kassia anjinha do Blog disse...

A paz Pastor.

Eu admiro cada dia mais o senhor e louvo a Deus pela sua vida. Pois logo vemos que é um Pastor preocupado com o caminho que está seguindo o povo de Deus. Eu concordo com tudo e ainda acrescento que tem até dança dentro das igrejas, onde deveria ser lugar santo de adoração a Deus. Tenho ficado chocada com cada coisa que vejo nas igrejas que muitas das vezes sinceramente eu me pergunto o que estou fazendo aqui (nesta igreja). Está difícil encontrar igrejas comprometidas com o verdadeiro evangelho, alicerçadas na palavra, tradicional custe o que custar. Sinto falta do tempo em que meu avô era Pastor e a gente podia chamar a igreja de Noiva do cordeiro.
Abraços e a paz.

Pastor Guedes disse...

Prezada Kassia, a Paz!

Agradeço por visitar meu blog e deixar seu comentário.

Agradeço também pelas palavras de carinho destinadas a mim.

Concordo com você. As danças entraram na igreja de uma forma muito sutil: as pessoas que trabalhavam com crianças criaram conjuntos para fazerem "gestinhos" interessantes, bonitos e engraçadinhos, mas aí entraram os adolescentes, os jovens e as danças, que no princípio eram inocentes, ganharam tons de sensualidade.

Deus lhe abençoe.

Anônimo disse...

A paz do Senhor. O amado pastor escreveu,escreveu e não me convenceu. Se isso for vdd, orarei para que o Espírito Santo me diga. Porque, se não, continuarei pensando o que penso a seu respeito. Obrigada

Pastor Guedes disse...

Caro Anônimo, a Paz!

Eu não "escrevi, escrevi". O texto não é meu. E mais: não postei com a intenção de convencer ninguém, mas denunciar o que acho errado dentro do contexto de mundanização dentro das igrejas. Claro que o amado tem sua opinião e continuará com ela, assim como eu continuo com a minha.

Abraço.