quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

MÚSICA EVANGÉLICA OU BALADA GOSPEL?

Ufa! Depois de 20 dias, desde minha chegada em Fortaleza, em meio a uma Convenção de pastores, mudança, etc., posso outra vez escrever aqui. Primeiro quero agradecer a todos que me enviaram mensagens nos comentários do blog, no Facebook, orkut ou através de emails. Deus abençoe cada um dos irmãos e irmãs que se manifestaram, desejando-me sucesso em minha nova vida na capital alencarina ou recebendo-me com muita alegria, no caso dos irmãos cearenses.

O mundo gospel está em pavorosa. Cada dia que passa os cantores gospels estão se tornando mais globais e suas músicas menos cristãs ou bíblicas. Existe exceções, claro. Porém,  a maioria dos "levitas" de nosso tempo têm trocado os hinos inspirados por verdadeiros sons de baladas para arrastarem multidões e venderem milhões de cd's. É um direito deles e é também um direito de quem os quiser seguir. Artigos como esse  são pouco lidos ou desprezados por acharem o autor (no caso, o editor desse blog), antipático, azedo, quadrado, retrógrado, entre outros adjetivos. Mas, na realidade, minha intenção é conclamar a Igreja para um debate acerca da qualidade da música cantada nas igrejas. Refiro-me à música de nossos irmãos que outrora cantavam com graça e beleza, respaldados na inspiração bíblica e deixaram-se levar pelo encanto dos holofotes da fama e enveredaram por um caminho apartado da simplicidade dos verdadeiros compositores sacros.

Vemos, com tristeza, o cantarolar insandecido da balada golspel tomando o lugar do cântico sagrado em nossos púlpitos. Interessante como os "ícones" dessa nova geração têm a necessidade de, em cada nova obra, pluralizar, em nome do ecletismo, os estilos musicais para chamar a atenção de cada faixa etária ou atender a todos os gostos. Explico melhor. Tenho observado que muitos cantores evangélicos têm em cada novo cd uma versatilidade que pode até parecer fruto do exposto acima: variedade. Todavia, percebemos, por trás desse argumento, que pode parecer plausível, uma ganância das gravadoras e dos "artistas" envolvidos para venderem mais suas músicas e realizarem um número maior de shows.

A música evangélica saiu do anonimato e dou glória a Deus por isso. Chegamos à mídia e à Rede Globo com sucesso. Entendo que grandes portas têm sido abertas para a evangelização através do louvor. Minha pergunta é: Deus está mesmo sendo louvado em tudo isso? Quando um cantor gospel faz uso do arco-iris com um som muito aproximado do estilo musical New Age para atrair a juventude?! Quando uma cantora evangélica vai à TV para cantar enquanto outros atrás de si fazem os passos da macumba?! Quando outro cantor com nome de pregador vai a um programa com um rap ralo e sem graça falando de Jesus?! Quando muito vão a programas de auditório cantar hinos feitos para louvar a Deus, enquanto dançarinas seminuas dançam no palco?! Aonde essa exposição massacrante da mídia vai levar a música chamada evangélica?! Até que ponto as gravadoras têm culpa e até que ponto pode chegar um cristão para vender seu produto?!

Sou de um tempo onde as pessoas louvavam a Deus por amor a Ele e rejeitavam essa mistura mundana com os infiéis para não perderem a identificação enquanto Igreja, . Muitos ainda não aceitam. Glória a Deus! Alguém poderia dizer: "Pastor, o senhor é muito quadrado". Talvez seja, mas ainda não perdi o senso crítico. Esquecemos que a Globo não é uma defensora do Evangelho, que prega o ecumenismo, ridiculariza os crentes e promove o homossexualismo, a imoralidade e a violência com suas novelas. Esquecemos que as outras emissoras não dão espaço para o Evangelho senão à  custa de muito, muito dinheiro mesmo!!! Insistimos em não lembrar que o que move a TV é o lucro, a cifra, e que nos bastidores rola muita grana e muitos interesses de grandes ministérios e gravadoras.

Defendendo o uso da mídia para pregar o Evangelho. Sim, defendo o Evangelho na mídia, mas não da maneira como esse "evangelho" está sendo pregado. Sempre sonhei com o Evangelho de Jesus Cristo na TV e com os louvores em todos os lares brasileiros, mas não sonhei com essa "barbárie" entre pastores, grandes ministérios e gravadoras na telinha. Oro para que o "evangelho business" seja substituído pelo Evangelho genuíno, antes que aconteça conosco o que aconteceu em outros países, onde os cantores viraram ídolos,  inclusive com grandes fãs clubes e muitos deixaram a igreja movidos por música ruim, sem base ou inspiração bíblica, enfraqueceram na fé porque substituíram o louvor ao Rei Jesus pelas baladas gospel.

Minha última frase tem mesmo um sentido provocador: Ai que saudade da boa música evangélica!

Maranata. Ora Vem Senhor Jesus!
Deus abençoe a todos.

22 comentários:

Pr. Anselmo Melo disse...

Seja bem vindo meu querido amigo Pr. Guedes.Espero que esteja correndo tudo bem com o irmão.Fiquei com saudade dos posts em seu blog.
Quanto ao tema em questão o irmão sabe qual é o meu posicionamento a respeito.
O nome de Deus não tem sido engrandecido e sim achincalhado.
Só não podemos nos admirar de que tudo isso esteja acontecendo,esses fatos são apenas prenúncios de que dias PIORES virão.
Qualquer dia desses me animo e passo por aí para comermos uns pargos com aquele suculento molho de camarões graúdos.
Fique na paz de Cristo e com minhas orações para que tudo lhe vá bem nessas nova fase de sua vida e de sua família.

Adalberto Junior disse...

Paz e graça Pr Guedes!
A minha opinião é a seguinte:
na maioria das vezes colocam cantores que estão na midia,e em quase todos os casos os mesmos são despreparados para debater e pregar a palavra de Deus,temos por exemplo a Ludmila Ferber,quando indagada por uma questão sobre o casamento,ficou no muro e o Padre respondeu melhor do que ela.

Natália Alves disse...

Bem verdade é meu Pastor, que hoje não importa mais adorar a Deus, e sim vender cd´s e aparecer, ganhar dinheiro e fama, é tão pouca as excessões que é difícil se contemplar a presença de DEUS realmente na TV...Mas isso é para cumprimento das ESCRITURAS SAGRADAS, a palavra têm que ser pregada a toda criatura, e isso já está quase acontecendo, com essa divulgação na Mídia todos já tomam conhecimento da existência de um Deus verdadeiro, importando ou não a espiritualidade a palavra de DEUS tá se cumprindo, o amor tá se esfriando ao ponto de tudo que se refere a Deus está sendo banalizado... importa que nos apeguemos mais com Cristo e não esmureçamos nessa nossa caminhada, que DEUS lhe conserve nessa visão de DEUS, e que através dela vidas sejam libertas dessas doutrinas de satanás...a PAZ DO SENHOR...
Natália Alves - MIC messejana I

Cesar Filho disse...

Muitos saem de ritmos mundanos, mas os ritmos mundanos não saem deles;

César Filho, 20 anos, Fortaleza-CE,
Meu Blog:
http://ircesarfilho.blogspot.com/

vasconcelos disse...

Adoração ou Mercantilismo.
Com o objetivo de compreender como essa lógica se impõe à esfera da cultura
nas sociedades capitalistas, o termo indústria cultural foi trazido à luz por Adorno e
Horkheimer, em 1947, como contraposição à expressão cultura de massas. Na visão dos
autores, esta expressão carateriza a cultura produzida para o mercado como se fosse
algo espontâneo surgido das massas, uma forma contemporânea de arte popular. Em
contraste, o conceito de indústria cultural aponta para o caráter determinado dos
produtos culturais oferecidos como mercadoria aos seus consumidores

Pb. Clarivaldo disse...

Ola meu amado Pr. Guedes, A PAZ do SENHOR JESUS, estou de pleno acordo com o senhor, estão tentando misturar o santo com o profano,com esses montes de aberações e ainda tem a cara de pau de dizer q estão adorando ao Nosso Senhor Jesus.

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo pr. Guedes,

A paz de Cristo, o nosso Senhor!

Esta sua matéria me traduz o quanto Fortaleza lhe proporciona aos pulmões e ao coração.

Sinto o grito do homem de Deus ao ler esta matéria.

Sinto a sua revolta com o que está passando nos eventos promovidos pelo conluio de crentes(?) com a TV Globo.

Sinto que o Senhor o levou à Fortaleza para como instrumento, prevalecer nesta terra e marcá-la com a sua presença.

Sinto alegria de estar mais perto do amado pastor. Afinal, de Fortaleza a Flórida é um pulo ou algumas nadadas.



O Senhor seja contigo e com sua família, neste retorno à Fortaleza nobre pastor,

O menor de todos os menores. Um tradicional pentecostal.

Nilson Magalhães disse...

Amem! e que Deus o abençoe em nome de Jesus!

visite meu blog.

http://dcnilson.blogspot.com/

Nilson Magalhães

Cristine Ferreira disse...

Louvar a Deus é simplesmente exaltar,torná-lo alto,sublime,grandioso,admirá-lo,honrá-lo e principalmente agradecê-lo pela sua misericórdia em nossas vidas.Acho que passando disso é "moda".Um abraço meu pastor.Seja bem vindo!

Alberto Couto Filho disse...

OLA AMIGÃO!
A PAZ
Senti saudades suas, da mesma forma que sinto saudades dos louvores a Deus, entoados por cantores que partilhavam unção conosco, seus ouvintes.
O Adalberto citou o despreparo da Ludmila que, no passado, nos exigiu o preenchimento de um formulário onde deveria constar um seu “sucesso” para que ela participasse de um evento de aniversário – Brincadeira! Só a cruz!
Mas, e ai, a "loira desposado do sol" teve coragem de te receber de volta? kkkkkkkk
Pelo visto aquela nossa pescaria vai ser mesmo na praia do Futuro. Tem peixe por lá?
Minha última postagem traz-nos o mestre cearense Mario Gomes. Lembra-te de um protótipo de um “homem das laranjas" que, bazofiando, resolveu deslustra-me?
Disse, lá pelas bandas da praça do Ferreira, aquele poeta das ruas, seu ilustre conterrâneo: "Subi num pé de cana pra colher uvas. Foi ai que chegou o homem das laranjas e disse: solte as goiabas, rapaz.
Pois é...
Quanto à postagem da sua “rentrée”, volto a Mario Gomes: “A verdade da vida é compreender a loucura do outro”.
Seja bem vindo à blogosfera, em nome de Jesus
Alberto

Nilson Magalhães disse...

Paz e Graça do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

Creio que os "lideres de plantão" e não pastores de ovelhas são os maiores causadores desse desconforto artístico no meio cristão. veja bem, não disse meio evangélico e sim cristão. O que acontece, é que o lucro é sempre bem vindo, enquanto as almas vão perecendo sem nenhuma informação real em termos bíblico musical,digo através da Palavra cantada e ministrada aos corações e mentes.
rogo a Deus que filipenses 4. 7 e romanos 12. 1,2 posso ser real na vida daqueles que saíram do tempo da ignorância para que possamos juntos cantar no coral celestial, sem palhaçada e ou meninice.

Deus cumprirá todas as promessas dEle para conosco, eu creio em nome de Jesus, essa é minha oração por todos, inclusive os perdidos.

Nilson Magalhães

ps:) Deus continue te abençoando Pr. Guedes.

Abnaias disse...

Obrigado pelo seu comentário.
Já estou te seguindo. Siga-me também.
Parabéns pelo o seu lindo e útil blog!
Meu contato é:
abnartes@bol.com.br
Celular: (74) 9966-3839

Anônimo disse...

Pastor acho que deveriam agradar a todos. Uns gostam desses novos louvores e outros não. Acho que deveriam misturar e agradar a todos.

Silas Nunes disse...

Caro Pr Guedes,
Parabéns pelos artigos "antipáticos" que são postados aqui. É um grito contra o evangelho da acomodação, aquele que procura se ajustar aos desejos do coração. Continue firme e constante na obra do Senhor Jesus.
=========================
Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.
Mateus 7:21-23
================================
E a guerra pela verdade continua!!!
Deus o abençoe.
Um abraço
Silas Nunes

Antonio Rubilar B. Valente disse...

São por essas e outras pequenas coisas ou detalhes, que a gente se identifica com um blog e com o seu editor, nesse caso você.A sensibilidade deve ser mostrada em pequenas linhas ou no conteúdo de uma imagem.Parabéns!Já estou seguindo seu espaço.Um abraço amigo,
Rubi Valente.
www.valentebrasil.blogspot.com. (BRASIL DA PENA)

Adalberto Junior disse...

Pr Guedes Paz e graça.
veja isso:
Um indivíduo de nome Adelino, o qual se intitula apóstolo, em sua viagem à Israel visitou a cidade de Caná da Galiléia onde Jesus realizou o primeiro milagre, transformando a água em vinho.

Pois é, o apóstolo em questão lançou no Brasil um vinho milagreiro capaz de restaurar casamentos ou arrumar alguém para casar (caso a pessoa esteja encalhada).



Caro leitor, vamos combinar uma coisa? Não dá para ficar quieto diante de tanta bizarrice.

Ora, pare e pense comigo: É justo ficar calado diante da propagação de tantas heresias? É correto por mordaça a boca enquanto falsos ensinos se propagam pelo Brasil?

Como inúmeras vezes escrevi neste site e no meu blog não sei fazer o jogo do contente, nem tampouco consigo fechar os olhos as aberrações teológicas do neo-pentecostalismo. Em virtude disto acredito que mais do que nunca a Igreja de Cristo precisa preservar a sã doutrina defendendo os valores inegociáveis da fé cristã.

Ah! verdadeiramente precisamos de uma nova reforma! Precisamos voltar as Escrituras! Precisamos de que Deus tenha misericórida de seu povo e nos livre das heresias deste tempo.

Anônimo disse...

Pastor... concordo com tudo o que li, e quero dizer que me sinto altamente triste com o rumo que a música evangélica está tomando. Me recuso a comprar CD's desta "safra" de levitas que preocupam-se apenas com o sucesso, com as cifras e com a fama. Simplesmente lamentável!!!

Pastor Guedes disse...

Caro Anonimo,

A Paz!

Agradeço por sua visita e comentário.

Concordo com sua análise e também não tenho comprado nada dessa safra. A qualidade é mesmo muito pouco inspiradora.

Abraço.

Pr. Raphael Melo disse...

O que está acontecendo com a música cristã em nossos tempos faz parte da Apostasia dos tempos do fim em que estamos vivendo.

Pregação - Apostasia - pregação-apostasia

Deus abençõe, parabéns pelo post e pelo blog

Site da Igreja Apostólica Palavra Viva - Jesus-evangelho

Pastor Guedes disse...

Caro Rafael,

A Paz!

Agradeço por sua vista e comentário.

Deus continue lhe abençoando muito.

Abraço.

joao henrique martins disse...

CARO PASTOR GUEDES. DESDE QUANDO FIQUEI MAIS FIRME NA FÉ,COMECEI ANOTAR VÁRIOS LOUVORES CANTADOS NA IGREJA E DEPOIS VI QUE A MAIORIA DELES SÃO HINOS ANTIGOS, OS QUAIS APRECIO MAIS DO QUE OS NOVOS. COMO O SR. FALOU, TEM MUITA GENTE DE FÉ E ABENÇOADA POR DEUS CANTANDO SEUS LOUVORES, MAS BOA PARTE,INFELIZMENTE, VISA O LUCRO. DEUS NO ABENÇOE.

Consultora em Educação disse...

Ambientes barulhentos agridem

Na 22ª. segunda semana de gravidez, a cóclea, órgão que abriga todos os componentes da audição dentro da orelha interna, já está completamente formada. Isso quer dizer que o bebê ouve a mesma coisa que você.

Estudos já demonstraram que o líquido amniótico pode amplificar alguns tipos de som, como os muito graves. A voz da mãe também é amplificada em cerca de 5 decibéis.

Um estudo chegou a mostrar que mulheres que trabalhavam oito horas por dia num ambiente de muito barulho (em volumes que exigiam proteção auricular) corriam mais risco de ter bebês com problemas auditivos.

Além disso, é preciso considerar que um barulho muito forte faz com que o organismo da mãe produza hormônios ligados ao estresse, fazendo o coração acelerar, o que não é bom para a saúde cardíaca do bebê.

Os bebês, desde o útero materno, ouvem e reconhecem vozes. Sabe-se também que são capazes de sentir emoções da mãe, de se assustar e que após o nascimento terão memórias da vida intra uterina.

O psiquiatra canadense Thomas Verny explica no livro “Bebês do Amanhã: Arte e Ciência de Ser Pais”, que desde os primeiros meses de gestação, a criança é capaz de identificar certos acontecimentos.

“Com 4 meses e meio, se você acender uma luz forte na barriga de uma gestante, o bebê vai reagir. Se fizer um barulho alto, ele tenta colocar as mãos nas orelhas. Se colocar açúcar no liquido amniótico, ele vai dobrar a ingestão. Bebês gostam de açúcar! Quando se coloca algo amargo, o bebê para de tomar o líquido e faz cara feia. Eles sentem a diferença entre doce e amargo, reagem à luz, ao toque e ao barulho.”

Vídeo-game e todos os brinquedos sonoros devem ser avaliados pelo som que emitem. “O sistema auditivo é um órgão sensorial extremamente delicado e passível de lesões se for muito carregado, principalmente em bebês, que têm uma sensibilidade auditiva muito apurada. A célula ciliada do ouvido interno do bebê sofre com o ruído excessivo e esse abuso pode acabar levando à sua destruição”, alerta o otorrinolaringologista Jamal Azzam.

A indicação é sempre manter os pequenos longe de ambientes muito barulhentos, seja um local fechado ou na rua, onde o som do trânsito também causa incômodo. Se for inevitável fugir desses locais, o ideal é proteger os ouvidos da maneira certa. “Muitos pais usam algodão para tapar o canal auditivo, mas isso não garante a vedação necessária do som. Uma opção é usar fones de ouvido de boa qualidade que preservem a audição”, finaliza Azzam.

“Há uma região no cérebro chamada “tálamo”. Esta é a parte do cérebro na qual a música é percebida. No tálamo as emoções, sensações e sentimentos são percebidos antes destes estímulos serem submetidos às partes do cérebro responsáveis pela razão. A música, portanto, não depende do sistema nervoso central para ser assimilada imediatamente pelo cérebro. Ela passa pelo aparelho auditivo, pelo tálamo e depois vai ao lobo central.

A “batida” que substitui o ritmo provoca um estado de emoção que a mente não discerne. Desorganiza a química. As batidas graves da percussão afetam o líquido cerebrospinal.
O volume (amplificado) das músicas acima de 50 decibéis prejudica a audição e a saúde cerebral”.

“Cantem-lhe uma nova canção; toquem com habilidade ao aclamá-lo.” (Sl 33:3 – NVI)