quinta-feira, 28 de julho de 2011

MORREU O REVERENDO JOHN STOTT

O Pastor e Escritor John Stott
É com tristeza que anunciamos a partida de mais um grande da história da igreja. Depois do valente David Wilkerson, o Senhor chama à Sua glória o Rev. John Stott. Sou admirador de seu trabalho e um dos livros evangélicos que mais marcaram minha vida é de sua autoria: A Cruz de Cristo. 

Hoje, em Londres, morreu o teólogo anglicano John Stott. A morte aconteceu por complicações de saúde devido à avançada idade. Stott é aquele que foi capelão da rainha e também um dos principais nomes do movimento evangelical junto com Billy Graham. Enquanto Graham teve um papel de evangelista, o inglês Stott teve o papel de teólogo do evangelicalismo moderno.

Stott escreveu dezenas de livros sobre a vida cristã e a pregação do Evangelho. Livros como A Cruz de Cristo (Editora Vida), Cristianismo Equilibrado (CPAD), Eu Creio na Pregação (Editora Vida), I II e III João- Introdução e Comentário (Edições Vida Nova), Ouça o Espírito, Ouça o Mundo (ABU Editora), A Missão Cristã no Mundo Moderno (Editora Ultimato), Entenda a Bíblia (Mundo Cristão) e tantos outros títulos. Não li todos os títulos, mas o que li sempre gostei.

Stott não escapou de posições polêmicas. Ele causou espanto ao defender o aniquilacionismo, ou seja, uma doutrina que prega ser o castigo dos ímpios a aniquilação, a não existência, em detrimento da glória eterna para os justificados pela fé em Cristo. Apesar dessa posição, John Stott foi um anglicano conservador. Não foi um “anglicano reformado” como J. C. Ryle e James Packer, mas era bem mais próximo a eles do que a ala liberal dos anglicanos.

É, certamente, uma grande perda para o Movimento Evangélico.

Abaixo reproduzo três de suas inúmeras pérolas:

  1. A cultura é ambígua porque o homem é ambíguo. O homem é nobre, porque foi feito à imagem de Deus; é ignóbil, porque é decaído e pecador. E sua cultura reflete fielmente esses dois aspectos. [John Stott comenta o Pacto de Lausanne, Visão Mundial, 1975, p 26]
  1. A experiência jamais deve ser o critério da verdade; a verdade tem sempre de ser o critério da experiência. [Batismo e Plenitude do Espírito Santo,Edições Vida Nova, 1975, p 15]

  2. Diálogo não é sinônimo nem substituto para o evangelismo. Diálogo é uma conversa séria na qual somos preparados para escutar e aprender, bem como falar e ensinar. É, portanto, um exercício para nossa integridade. [The Contemporany Christian, Leicester and Downers Grove, 1992, p 111]


    Fonte: Teologia Pentecostal 

3 comentários:

Geovani Figueiredo dos Santos disse...

A paz do Senhor Jesus,Pr.Guedes!

Stott se foi para estar com o mestre, mas o seu legado permanece indelével em seus livros e nos corações dos santos em todo o mundo. Suas obras agora são a sua voz;que continuarão falando, ensinando e inspirando sob a ação do Espírito Santo a milhões de almas sequiosas da verdade.

O seu desaparecimento é de incalculável perda para a igreja,mas de eterno ganho para os céus.

O salmista declara: "Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos" (Sl 116.15). E Apocalipse reitera: "E ouvi uma voz do céu, que me dizia: Escreve: Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras os seguem (Ap 14.13).

Pastor Guedes disse...

Caro Geovani,

A Paz do Senhor!

Estou grato mais uma vez por sua visita.

Sem dúvida que ele tornou-se sua voz, seus escritos e sermões. Você falou de legado. E que que legado! Você falou de perda. E que perda meu Amigo!

Que bom saber que você era seu leitor. Não é atoa que o Amado Irmão tem pensamentos tao equilibrados!

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Pr Alex disse...

Amado Pr Guedes eis-me aqui; a paz do Senhor Jesus!!

Como disse no blog do Pr Anselmo, digo aqui:

Nos sentimos orfãos de dois graaandes pregadores e expoentes de nosso tempo. Mas, questiono-me se é possivel nós continuarmos, ainda que minimamente, o que eles começaram e deixaram para nós terminarmos. Este é o meu desejo:
Que o Senhor os tenha em honra, e "que se levantem outros Stott's e Wilkerson's em nosso tempo, em nome de Jesus. Amém!". É o que nos precisamos, é o que o mundo precisa!!

Grande abraçoe T +.

Pr Alex