domingo, 6 de fevereiro de 2011

TEOLOGIA PARA LEIGOS


“Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus; antes, falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus” (1Co 2.17).
by Esdras costa bentho[1]
TEOLOGIA E TEÓLOGO
Modernamente, a Teologia é o discurso racional da revelação de Deus, dos fundamentos da fé, dos credos cristãos ou da tradição religiosa. Na acepção do vocábulo grego, o teólogo é tanto o que fala a Palavra de Deus quanto aquele a quem o Eterno fala. Confunde-se assim, com os profetas da antiguidade bíblica. Todavia, há tantas teologias que é difícil saber quando realmente Deus fala por meio de um teólogo!
CLASSIFICAÇÃO DA TEOLOGIA
A Teologia está classificada em cinco principais ramos: Exegética, Histórica, Bíblica, Sistemática e Prática. O Teólogo deve conhecer essas cinco áreas para desempenhar adequadamente suas funções docente, eclesiástica, pastoral e editorial.
A FUNÇÃO DA TEOLOGIA PARA O MUNDO
A Teologia, designada como ciência, cumpre uma função interdisciplinar em uma época de grande interesse religioso. Ela, juntamente com outras ciências como a Antropologia, a Sociologia e a Filosofia, procura responder ao homem moderno o sentido de “ser-no-mundo”, a importância e necessidade do sagrado, e os dilemas humanos nem sempre explicados adequadamente por apenas uma área do conhecimento. A Teologia enquanto ciência da religião não possui caráter dogmático, mas reflete sobre a religiosidade humana em um mundo plural e multicultural.
A FUNÇÃO DA TEOLOGIA PARA A IGREJA
A Teologia como explicação da fé e da Sagrada Escritura é um discurso acerca dos mistérios da fé e das doutrinas cristãs. A explicação da doutrina é uma narração teológica dirigida à comunidade da fé com vistas à edificação coletiva. Na igreja, a docência teológica é realizada pelo magistério local, por meio de seus obreiros, e pela cooperação de ensinadores leigos.
FALSOS ARGUMENTOS CONTRA O ESTUDO DA TEOLOGIA
Falsos argumentos têm sido usados contra o estudo da Teologia. Muito embora esses argumentos procedam de pessoas bem intencionadas e consideradas santas ou piedosas em suas igrejas não é verdade que:
1) A Teologia impede a manifestação do Espírito Santo;
2) A Teologia destrói a fé do crente;
3) A Teologia “apaga” o fervor espiritual;
4) A Teologia divide os crentes em vez de os unir;
5) A Teologia é desnecessária ao conhecimento de Deus;
6) A Teologia se opõe às Escrituras;
7) A Teologia e a experiência cristã se contradizem;
8) A Teologia “forma” pessoas que só sabem criticar.
ARGUMENTOS A FAVOR DO ESTUDO DA TEOLOGIA NA IGREJA
A Teologia é o estudo e o discurso organizado da doutrina cristã.Muito embora as doutrinas estejam contidas nas Sagradas Escrituras, elas não estão organizadas sistematicamente para o estudo e compreensão. Assim, a Teologia é necessária para:
a) Organizar sistematicamente as doutrinas das Escrituras;
b) Demonstrar a lógica, progresso e harmonia das Escrituras, sua história e ensinos.
Ao contrário do que os céticos e críticos pensam, o Cristianismo é uma religião letrada. A maioria dos cristãos leem regularmente as Escrituras e muitos já leram a Bíblia mais de uma vez. Isso sem falar nas Universidades, criadas desde a Idade Média, cujos ensinos baseavam-se na veracidade e autoridade das Escrituras. Ora, é de supor que uma religião letrada explique sua fé inteligentemente. É a Teologia que explica inteligentemente a fé e as doutrinas das Escrituras. A Teologia fortifica a fé através da razão. Isto posto, a Teologia é necessária para:
c) Os crentes explicarem os fundamentos da fé;
d) Os crentes compartilharem dos ensinos de forma lógica e metódica;
e) Os cristãos crescerem no conhecimento das Escrituras.
A Teologia é o alimento da alma do crente e um dos fundamentos da fé. A Palavra de Deus é o alimento da alma, da vida contemplativa. Assim, a Teologia fortalece a alma e a fé à medida que descortina os mistérios de Deus e das Escrituras. A Teologia procura, portanto, um equilíbrio entre emoção e razão, conhecimento e fé, vida teologal e pública. Por esta razão a Teologia é necessária à:
f) Edificação, exortação e consolação do crente;
g) Vida teologal, íntima, de comunhão com Deus através do Espírito e das Escrituras;
h) Visão ministerial.
É claro que a Teologia é importante e necessária à outras instâncias da fé e da esfera pública da religião, no entanto, para os fins a que esse texto se destina bastam as razões apresentadas.

[1] Esdras Costa Bentho é formado e Licenciado em Teologia, Pedagogo com habilitação em Educação Infantil e Fundamental, Pós-Graduando em Docência do Ensino Superior, Chefe do Setor de Bíblias da CPAD e autor dos livros:Hermenêutica Fácil e Descomplicada; A Família no Antigo Testamento; Davi: as vitórias e derrotas de um homem de Deus, e Igreja: Identidade e Símbolos, todos editados pela CPAD. Além de comentarista do Novo Currículo de Escola Dominical da CPAD, a qual ajudou a elaborar, o autor é professor de Hermenêutica Bíblica na FAECAD, RJ. Contado: esdrascb@yahoo.com.br

4 comentários:

Missionária Bella Dourado disse...

Muito bom texto; excelnte aordagem de assunto.
Meu Marido é Mestre e esta estudando para o Doutorado.
Os argumentos que vem de pessoas letradas; desinformadas e também mal intencionada são absolutamente verdade.
Aqui no Sul não existe resistência contra o estudo e os Teólogos são respeitados.
Porém já observamos e até ja foi motivo de "puxão de orelha" pós culto; "crentes mega ungidos" ex - tudo oriundo dos maravilhosos estados de SP e RJ; subirem para cima do púlpito com suas megas teorias da prosperidade e outras coisas que acreditam (ou querem que o povo acredita); pregar e desrespeitar; pastores no púlpito porque usam anéis de algum tipo de título e se o título fosse teologico pior ainda.
Após um episódio destes meu marido que é oriundo da Ass. de Deus da Missão a vida toda com toda familia; esperou o culto terminar e foi ter com o pregador; que ficou "roxo" e sem fala; pela sua falta de educação e conhecimento sobre a vida dos pastores e da cultura de nosso estado.

Enfim, adorei o post embora eu estude superficialmente porque ainda não me sobrou tempo estou em outra conclusão universitária secular.

O texto é de grande proveito e desejaria que todas as igrejas da moda e crentes conservadores, pudessem ter acesso ao invés de ficar achando demônio em tudo quanto é canto; pois o ensio é coisa de DEUS.

Abraços e feliz e abençoado domingo.

Pastor Guedes disse...

Cara irmã Missionária Bella,

A paz do Senhor!

Que bom que a senhora gostou! Já estava ficando preocupado, pensando que o meu blog estava com uma carga teológica muito forte (risos).

Agora falando sério: tem gente que não gosta de artigos de ensino e de teologia porque acham "frios" ou apáticos, quando na realidade a origem de tudo isso é que esses leitores têm preguiça de pensar e de pesquisar mais a fundo o assunto ou tema. Preferem as coisas que ficam à margem, no "raso", o superficial, porque lhes são mais fáceis de absorver e de "vender", isto é, passar para frente (até como se fosse seu) o pensamento, e assim continuam pobres e empobrecendo os seus ouvintes.

Fico feliz porque na sua igreja e aí no Sul, os estudiosos da Palavra de Deus, pregadores da Cruz, têm vez e não os aventureiros com suas teorias estapafúrdias, que mais trazem (ou levam) confusão que edificação de Deus.

Glória a Deus! Que seu esposo e sua igreja continuem assim!!!

Deus abençoe sua casa ricamente!

disse...

Acho muito importante estudar Teologia, não sei como alguém pode dizer que estudar Teologia deixa a pessoa fia espiritualmente.
E por conta disso, dizem até que a letra mata só pra não estudarem, rssss mostrando o quanto precisam mesmo estudar. rsss
Gostei do artigo, muito bom e esclarecedor. Paz!

Pastor Guedes disse...

Cara Ro,

Sem dúvida é isso!

O ensino teológico ainda assusta muita gente que se acha espiritual e esquecem que os autores que eles citam nos púlpitos ou nas EBD's todos eram teólogos.

Deus lhe abençoe.

A Paz!