quarta-feira, 27 de outubro de 2010

SOTERIOLOGIA: ATENÇÃO PARA OS ORIGINAIS GREGOS



Pesquei esse artigo do blog do meu novo amigo na blogosfera, o Cláudio Nunes, do blog Susto de Amor http://sustodeamor.blogspot.com Vale a pena conferir os outros assuntos que traz o nosso irmão do Caminho da Graça, movimento cristão encabeçado pelo Caio Fábio. 

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.”  Tradução da Versão de João Ferreira de Almeida CORRIGIDA (Gl 5.19-21).

Vemos que há uma diferença significativa da tradução da versão corrigida para a atualizada da bíblia de João Ferreira de Almeida neste texto.

A Corrigida traduz o verbo grego “Prassontes” como sendo “cometem”, já a Atualizada traduz o mesmo verbo com sendo “praticam”.

Como saber qual das duas traduções está correta? Claro que precisamos fazer uma exegese do texto em questão.

Quando vamos ao Novo Testamento Grego, descobrimos que tanto na versão corrigida como na versão atualizada, o verbo grego “prassontes” que também aparece em Romanos 1.32 é traduzido como “praticam” e não como “cometem”.

“Ora, conhecendo eles a sentença de Deus, de que são passíveis de morte os que tais coisaspraticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que assim procedem”.

O verbo grego “prassontes”, significa executar repetidamente ou habitualmente, desta forma é bem diferente de “poieo” que se refere a um único ato.

Então o que os textos de Gálatas e Romanos estão nos dizendo é que quem faz estas coisasrepetidamente, habitualmente é que não herdarão no Reino de Deus.

Este texto não diz que se um convertido cometer uma ou algumas vezes estes pecados perderá sua salvação. Diz que se praticarmos, se vivermos desta maneira cotidianamente não herdaremos o Reino.

Imagine-se no primeiro dia de trabalho. Você ainda não tem prática no serviço e portanto executando a mesma tarefa repetidamente, diariamente e habitualmente será prático em seu trabalho.

A prática é adquirida pela repetição de uma determinada tarefa, é a esta prática que o texto se refere, aquele que praticar, que fizer constantemente essas coisas não herdará o Reino de Deus.

Graça, paz e bem.

Cláudio Nunes Horácio.

Maranata. Ora Vem Senhor Jesus!
Deus abençoe a todos.

11 comentários:

Francisco Araújo Netto disse...

Pr Guedes, paz! Será uma honra divulgar o vosso blog. Deus continue a usá-lo como vaso de honra...

Att.,
http://wwwteologiavivaeeficaz.blogspot.com/

Profº Netto, F.A.

Pastor Guedes disse...

Prezado Prof. Francisco Netto,

A paz do Senhor!

A recíproca é verdadeira. O seu já consta entre os meus recomendados.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Cláudio Nunes Horácio disse...

Pr. Guedes, obrigado pela honra e citação do meu blog. Gostaria de deixar um endereço bastante interessante de pesquisa deste texto específico, é:
http://strongsnumbers.com/greek/4238.htm
Na graça de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Pastor Guedes disse...

Cláudio,

Obrigado por autorizar a publicação desse artigo.

Penso ser muito relevante para muitos que não entendem a diferença que João, em sua Primeira Carta, faz entre os filhos de Deus e os filhos do diabo, onde a melhor tradução aponta para a prática contumaz do pecado: esses são os filhos do diabo, servos do pecado.

Obrigado pela visita e pela fonte do Strong.

Forte abraço.
No Amor de Cristo!

Alexandre Pitante disse...

Excelente artigo!

Abraço em Cristo, Alexandre Pitante.

Alberto Couto Filho disse...

Pr Guedes,

Continuo "praticando" o salutar hábito de visitar o seu blog. Se não o fizer, estarei "cometendo" uma imperdoável parvoice e, por certo, Deus não me perdoaria.
O texto do Claudio é, por demais, esclarecedor.
A paz
Em Cristo

Pastor Guedes disse...

Prezado Alexandre,

A Paz!

Agradeço por sua visita. De fato é um texto muito bom e esclarecedor, mas não é meu. É do Cláudio Nunes.

Abraço.
No Amor de Cristo!

Pastor Guedes disse...

Caríssimo Alberto,

Que saudades!!!

Você não é nem louco de "cometer" tal coisa, deixando um amigo blogueiro triste! Sim, é imperdoável.

Abraço.
No Amor de Cristo!

disse...

Eu também não consigo deixar de vir aqui.s rs
Ainda mais com um texto deste do meu amado irmão Cláudio. Paz Pr. Guedes!

Pastor Guedes disse...

Rô,

A recíproca é verdadeira.

Seu blog, seus textos e seus amigos têm tons e cores contagiantes...Ah, eu já falei de sua música?

A Paz!

disse...

Sim já falou, me senti lisonjeada. rs rs
Muito obrigada Pr Guedes, o senhor o Cláudio e o Pr Alberto são maravilhosos .Paz!