domingo, 3 de outubro de 2010

E AGORA? DILMA X EVANGÉLICOS NO 2º TURNO?


Antes de dormir assisti alguns programas de análise política e muitos entrevistados atribuíram a “derrota” da candidata Dilma a uma reação dos evangélicos frente ao absurdo da defesa ao aborto e também à mudança de opinião da candidata do PT acerca do assunto, além da defesa do casamento entre pessoas do mesmo sexo. A bem da verdade ela não mudou em nada a sua opinião, mas afirmou que é contra o aborto porque trata-se de uma agressão à mulher, ou seja, continua não ligando a mínima para a criança que a mulher carrega. Em nenhuma de suas falas mostra interesse pela vida ou saúde dos bebês.

Também é verdade que muita gente que está fazendo barulho em nosso meio nunca se interessou por política e fazem isso não por convicção ou consciência política, mas por medo de perseguição ou outro sentimento qualquer. Recebi emails de pessoas que nunca se envolveram com assuntos relacionados aos acontecimentos políticos e que nunca sequer deram uma cesta a um necessitado ou defenderam a causa dos pobres das injustiças que estão diante de nossos olhos todos os dias. Há muita hipocrisia, mas vejo pelo lado positivo o nascimento de um despertamento, um olhar cívico, ético e cidadão.

Querendo ou não os evangélicos foram determinantes e mudaram o rumo das eleições que já eram dadas como ganhas pelo partido do governo. O crescimento expressivo da campanha da candidata evangélica Marina Silva, mostrou o quanto a igreja evangélica brasileira pode influenciar e mudar a história  de nossa nação.  Seja confirmado ou não, quem tirou os votos da Dra. Dilma foram os evangélicos. José Serra cresceu 5%, Marina cresceu 7% e a Dilma caiu muito nos últimos dias. Em São Paulo, Alckmin venceu em primeiro turno com apoio da Confradesp e Aloysio Nunes, senador mais votado em São Paulo, quando as pesquisas o apontavam como derrotado, cresceu horrores com o apoio de pastores do Belém à candidata suplente Marta Costa.

E agora? Será que os evangélicos vão continuar fazendo história ou vão confirmar as pesquisas que dizem que o candidato José Serra tem a maior rejeição? Será Dilma e Lula X os evangélicos? Foi mesmo a igreja evangélica que definiu essas eleições nesse primeiro turno?

Maranata. Ora Vem Senhor Jesus!
Deus abençoe a todos.

33 comentários:

izabel disse...

olá,a paz para todos,como evangelica acho que nois que somos povo de Deus deveriamos nos unir,para tentar melhorar o mundo no qual viverao nossos filhos e descendencia,pois os valores estao perdidos,que Deus tenha misericordia de cada um de nois,e que seja quem for que seja eleito saiba que maior é DEUS!

Pastor Guedes disse...

Prezada Irmã Izabel, a paz do Senhor!

Obrigado por sua visita e comentário.

Também entendo que os evangélicos deveriam ser unidos em tudo, inclusive na hora de votar e de decidir o futuro da nação e por que não dizer do mundo?

Deus lhe abençoe.
No Amor de Cristo

Jose Carlos disse...

Á Paz do Senhor Jesus Pr. Guedes!!
Nós temos uma missão muito importante
neste segundo turno 2010, precisamos de união para derrotar o projeto Dilma para presidente, que é um projeto que nos dá nojo e medo quanto a instituição chamada FAMÍLIA!

Um abraço, e aguardamos o seu retorno aqui em Jandira (no Pr. Héber)

Pastor Guedes disse...

Prezado Irmão José Carlos, a Paz do Senhor!

Que bom saber que o irmão é de Jandira, do meu amigo Pr. Héber. Já estou com saudades e, se Deus quiser, em breve voltarei aí.

Acabei de postar uma chamada no orkut para essa realidade. A Igreja tem potencial para liderar uma virada nesse quadro político que se desenha. A questão é: a igreja fará isso ou entrará no jogo sujo dos políticos, fazendo conchavos de última hora? Acredito que não e concordo com o irmão quanto a necessidade de nos unirmos pela defesa da vida e pelas causas da liberdade e moralidade cristã.

Deus lhe abençoe.
(Dê um abraço no seu pastor por mim e diga que foi o servo Guedes que o enviou).

No Amor de Cristo!

Anselmo Melo disse...

Boa pergunta.E agora???
parabéns pelo blog, que Deus continue abençoando a vida do irmão.Paz!
www.pranselmomelo.blogspot.com

Pr. Gualter Guedes disse...

Amigo Pr. Guedes,

Não creio em união dos evangélicos, somos verdadeiramente um povo dividido. Manoel Ferreira, apoiou Dilma. CGADB, apoiou Serra. Mas os Crentes convictos, apoiaram a Marina Silva. O que vejo: Manoel Ferreira a vida inteira, foi assim, conhecemos sua história. a CGADB tomou atitudes sem perguntar as convenções filiadas, haja vista que minha convenção aqui no Rio a CEADER, apoiou a Marina, Silas Malafaia tirou o apoio de Marina e veio com o Serra, Jabes de Alencar, apoiou Marina....
Quer dizer amigo... Uma salada, ninguém esta unido.. quem deu estes votos para Marina.. Foram sim.. Crentes convictos... e sabemos que muitos são chamados e poucos escolhidos. e os poucos fizeram história mais uma vez... Sabe porque? porque Deus tem planos ainda com esta nação. Um abraço

Pr. GG

Pastor Guedes disse...

Prezado Pr. Anselmo, a Paz!

Obrigado pela visita e elo comentário. Já visitei seu blog antes de publicar esse comentário e tornei-me seguidor do A PEDRA.

Abraço.
No Amor de Cristo!

Pastor Guedes disse...

Caro Pr. Gualter, a Paz do Senhor!

Nem preciso dizer que sua visita honra muito este espaço.

Quanto a desunião dos evangélicos, é patente. Inclusive falei sobre isso com alguns amigos, mas se houvesse união então seríamos capazes de mudar a história. O amado está certo. Caso esse quadro de alianças permaneça, a vitória será da candidata do governo, mas se houvesse conscientização política em nosso meio evangélico e não apenas "despertamento" por medo de pseudo-perseguição ou de perder espaço na TV ou no rádio (leia-se dinheiro), teríamos quem sabe uma vitória até da Marina. Por que não?!

Tem um hino que diz assim: "Quem é esse povo? Que povo é esse? Este é o povo que vai morar no Céu!"

Será?! Desunido assim?

Viva a "democracia" evangélica!

Abraço.
No Amor de Cristo!

ROBSON SILVA disse...

Prezado Pr. Guedes, a Paz do Senhor.

Há tempos não dou uma passada por aqui para deixar um abraço, ou fazer um comentário... Mas cá estou eu!

Primeiro o abraço!

Agora sobre a questão do VOTO ou "DESVOTO", penso que a responsabilidade do cristão não deve ficar limitada ao mero discurso "moralista" ou "estritamente espiritual". Temos que avançar, de forma a fazermos diferença não apenas como "aqueles que ajudaram a eleger esse ou a não permitir que o fizessem esse ou aquele candidato"...

Para os que preconizaram vitória desse ou daquele candidato atribuindo a isso "uma escolha divina", fica aqui a pergunta:

E agora que MARINA (nossa irmã em Cristo) está fora do páreo, deixaremos de ter responsabilidade sobre o que vier a ser?

Ora, nossa responsabilidade não está limitada ao momento "áureo" do VOTO... Vai além das URNAS... E aí, não importa se Dilma ou Serra, o Brasil terá a cor das pinceladas que nós ajudarmos a pintar... Lembra quando COLLORIMOS o país? Eu fui um dos que o fez; e deu no que deu...

Invariavelmente, meu irmão, sem querer bancar o "profeta", como alguns por aí, posso afirmar de forma categórica que: "nunca antes na história deste país" a escolha do próximo Presidente da República este nas mãos do povo de DEUS...

Mas será que estamos prontos para assumir essa missão com a RESPONSABILIDADE que a pertence? Tenho dúvidas disso...

Recomendo meu último post: AINDA NÃO ACABOU...

Mais um abraço!

Do amigo,

Robson Silva
Prossigo para o Alvo... Fp 3:14

Pastor Guedes disse...

Caro Robson, a Paz do Senhor!

Já estava com saudade, mas que bom que você voltou para matá-la (a saudade).

Valeu apena demorar um pouco porque agora você trouxe mais calor ao debate. Penso como você, o voto pode digitado ontem, mas ainda não é o fim.

O que tenho defendido aqui nos comentários é que a conscientização deveria vir pela via da educação política de nosso povo. Se as lideranças das igrejas (não somente as de hoje, mas as do passado também) tivessem ensinado ao nosso povo a importância da democracia e do voto, o que faz cada um dos poderes, o equilíbrio entre os poderes, etc, talvez hoje teríamos um pouco mais de ética, cidadania, e responsabilidade social. Não com base em factóides, medos, política do terrorismo eleitoral, pseudo-messianismos, etc, mas através da militância sadia de quem é cidadão e sabe o que é melhor para seu país e para o futuro de seus filhos.

Respondendo sua última pergunta: Prontos ainda não, mas nunca estivemos tão próximo.

Quanto ao seu post e ao seu blog, andei descuidado, mas vou visitá-lo.

VÊ SE NÃO SOME!!!!

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

jghymbh disse...

He entrado y leído los comentarios, cosa más que evidente. Me ha gustado la diversidad de opiniones, aunque no la discrepancia en cuanto a unión o desunión entre evangélicos.¿ Acaso se puede dividir el cuerpo de Cristo hermanos ? Creo que no es conveniente, ni pertinente, ni lícito hacerlo, pues si el cuerpo se separa de la cabeza que lo gobierna y se parte a su vez en dos mitades ¿ Qué queda entonces ? ¿ Una cabeza y dos medios cuerpos ?
Un abrazo, querido Pastor Guedes.
Que Dios le bendiga siempre.

Pr. Jesiel Freitas disse...

Paz seja contigo caro amigo Pr. Guedes!

O amigo tem toda razão. Independentemente das motivações, os evangélicos mostraram sua verdadeira força nestas eleições. Todavia é preciso que haja conscientização do povo, para que as razões sejam racionais. Cabe a nós, como ministros de Deus, instruirmos o povo na Palavra, esclarecendo-lhe que votar em candidatos que apoiam e incentivam leis antibíblicas, é ser conivente, e, portanto, pecar.

Vivemos num país democrático que nós dá liberdade de escolha não somente na política como em nossa própria prática religiosa. Uma vez tendo escolhido um caminho a seguir, devemos ser coerentes com nossa escolha.

Parabéns pelo artigo oportuno e claro. É um prazer compartilhar com o amigo e ler suas matérias sempre tão bem elaboradas.

Aguardemos com tranquilidade o que o futuro nos reserva, cientes de nossas responsabilidades e do cuidado divino para conosco.

Grande e fraterno abraço ao amigo e a toda sua digna família!

No mais... Paz!

Pr. Jesiel Freitas

Weslei Cardozo disse...

A Paz do Senhor Pr. Guedes!
Infelizmente, como os irmãos comentaram anteriormente, o povo "evangélico" não é unido, isso é por culpa da liderança, que ensina desde os pequeninos a discriminar essa ou aquela denominação, por causa dos usos e costumes, ou até devido a alguns erros doutrinários. Mas se fosse ensinado mais sobre os Mandamentos do Senhor Jesus, aí sim, acredito que esse povo seria "um". Mas temos a certeza que a Igreja é uma, e que o Senhor Jesus está no comando desse exército, e Ele nos dirige à conquista segundo a Sua vontade. Um forte abraço!
"Se vocês me amam, obedecerão os meus mandamentos" Jesus Cristo

Anônimo disse...

Caro Pastor.

Houve uma grande campanha de difamação contra a candidata Dilma pela rede. Essas informações são falsas. Tenho muitos amigos evangélicos, mas sou católico e o que me preocupa e saber que gente como o gov. Geraldo é da Opus Dei, um movimento quase mafioso dentro da igreja católica e que o único candidato que autorizou o aborto foi o Serra.

O atual governo tirou milhoes da miséria... hoje somos mais livres, embora tenhamos problemas. Temos sim que discutir os problemas nacionais, mas não só pela ótica dos poderosos de sempre... Precisamos diminuir as desigualdades. O pai de família tem de ter possibilidade de dar uma vida dígna aos seus...

Nesse sentido, peço que reflitam sobre que realmente fez e faz mal ao país.

Saudações.

Fabricio

Pastor Guedes disse...

Prezado jghymbh, a Paz do Senhor!

Seja bem vindo, obrigado pelo comentário e pelas palavras elogiosas.

Vou responder em português porque sei que entende o que lê assim como entendo o que você escreveu.

Compreendo seu cuidado com a doutrina do Corpo de Cristo e sei que é assim mesmo como o amado defende. Contudo, permita-me dizer, nesse mundo político as coisas não andam bem assim. Cada um defende seus próprios interesses. É bom que seja assim para que não se diga que a igreja obrigou A ou B a votar inconscientemente.

Estou feliz com sua visita. Volte sempre. Prometo que da próxima vez respondo em sua própria língua (rsrs).

Abraço.
Que Dios le bendiga siempre.

Pastor Guedes disse...

Caro Amigo Pr. Jesiel Freitas, a Paz do Senhor!

Agradeço por suas visitas e comentários sempre elegantes e bem postados.

Gostei do que você deixou escrito sobre a educação ou conscientização partir do altar. Outrora mais do que hoje os nossos pais eram mais carismáticos e tudo o que diziam ao povo tinha um tom divino revelatório, lembra? Já pensou se eles entendessem que conscientizar a partir do púlpito não fosse pecado, que maravilha?!

Instruir o povo na Palavra é a chave mestra para solucionar esse problema de ignorância política e apoliticismo ainda tão presente no meio evangélico. Aliás, não somente esse problema, a Palavra é nossa Guia para qualquer problema.

Igualmente grande e fraterno abraço ao amigo e sua digna casa!

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

Pastor Guedes disse...

A Paz do Senhor Pr. Wesley Cardozo!

Grato por sua visita.

As lideranças têm um peso sim, mas ele mais histórico, isto é, as lideranças de hoje têm sua participação de culpa (o "mea culpa"), porém, esse tipo de comportamento é herança de tempos onde a política era vista como coisa do diabo. Hoje, no despertamento de um novo tempo, ainda tememos mudar os rumos da história e, acredite, alguns têm medo de (ao votarem) estarem ofendendo a Deus por elegerem alguém que Deus não queira. Não está escrito que toda potestade vem de Deus e que devemos acatá-la?!

Abraço, meu amigo,
No Amor de Cristo!

O ensino da unidade é enfático somente na vida espiritual, como Corpo místico de Cristo, mas será que não seríamos um também para mudar os rumos de uma nação?!

Pastor Guedes disse...

Prezado Fabrício,

Agradeço por sua visita e seu importante comentário!

Gostaria que soubesse que procurei ser o mais ético possível nessa questão. Embora saiba que haja muita difamação nesse meio político, também sei que houve muitos fatos concretos que fizeram a candidata do governo cair nas pesquisas e que o resultado das urnas refletiram a manifestação do cidadão.

Não discuto com você o governo do atual presidente, pois sei que houve melhorias e os índices econômicos estão aí para demonstrar essa verdade. A pesquisa de 80% de satisfação mostram o quanto o povo aprovou o governo Lula.

Quanto ao atual tirar milhões da miséria, é questionável. Estive na Bahia neste ano e vi-me obrigado a rodar quase uns mil quilômetros pelos sertões e não vi muita prosperidade e mudança por lá. Inclusive nas cidades históricas vi uma periferia que pensei que há muito o Brasil havia arraigado de tão miseráveis que eram os quadros que se me abriam diante de meus olhos.

Destaco aqui uma de suas falas, por achar oportuna: "Temos sim que discutir os problemas nacionais, mas não só pela ótica dos poderosos de sempre... Precisamos diminuir as desigualdades. O pai de família tem de ter possibilidade de dar uma vida dígna aos seus...". Concordo. Você usou o termo vida e acho que você é alguém a favor da vida.

Fabrício, você é bem vindo sempre! Podemos discutir como bons cidadãos que somos, pois percebi que você é educado o suficiente para analisar os fatos do presente quadro da política nacional e não mesclar com problemas religiosos históricos.

Você já leu o livro Partido de Deus de Luis Mir?

Abraço.

Anônimo disse...

Prezado Pastor Guedes,

Sou o amigo católico (a quem me dirigiu em 2 posts ano passado), amigo do Claudemir.

Aproveito esse "clima" de vitória pra dizer da vitória como sendo CRISTÃ, não somente evangélica, dado que nós também nos envolvemos nessa disputa.

Ratifico também que, caso fossemos unidos como cristãos, poderíamos lutar por um Estado Cristão, com valores e principios que correspondam aos de Cristo e traduzidos numa politica menos corrupta e que ofereça mais igualdade, oportunidades,etc.

Continuo orando para que o Estado laico não prevaleça, mas sim a unidade dos Cristãos.

Quem sabe, o Brasil pode dar esse exemplo para o mundo, dado que a tendencia mundial é o laicismo, que leva a tantos males socias.

A paz de Jesus.
Rinaldo (Católico)

Pastor Guedes disse...

Prezado amigo Rinaldo,

Seja bem vindo e obrigado pelo comentário.

Não sou a favor de um estado cristão como já discutimos no passado, sou a favor da justiça tanto para os cristãos como para os não-cristãos. Sei que aparentemente o mundo seria melhor se todos fossem cristãos, mas não é o que acontece nas Irlandas ou na Inglaterra de maioria protestante. O único Estado totalmente cristão é o Vaticano, todavia, não consegue resolver os problemas com a pedofilia entre seus sacerdotes.

Concordo em nos unir à Igreja Católica nas questões sociais, como já disse no passado, mas não nas doutrinárias, pois vejo entre nós um abismo intransponível. Infelizmente não tenho a menor vocação para o ecumenismo, porém entendo que temos lutas em comum como a defesa da vida e a ética cristã.

Um Estado Cristão na ótica católica não corresponde aos "valores e principios que correspondam aos de Cristo" e sim aos valores e princípio da própria entidade religiosa em questão. Responda-me: Em um mundo totalmente cristão, quem seria o presidente? O Papa? O sucessor de Pedro, o Vigário (substituto) do Filho de Deus?

Continuo orando para que a Igreja de Cristo permaneça unida e volto a escrever o que escrevi há meses: "unidade sim, a qualquer preço não"¹ e com o cristianismo que o catolicismo prega, jamais.

Abraço.
¹ Essa expressão não é minha, mas do Dr. Caio Fábio de Araújo Filho

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo pr. Guedes,

A paz do Senhor!

Permita-me colocar neste comentário parte de uma das matérias em meu blog:

Chegamos ao segundo turno e mesmo sem estar ligado a política, mas como um observador, posso afirmar com todo o cuidado que:

Os eleitores da candidata Dilma Rousseff poderão alterar a sua escolha, e atender aos apelos que virão com mais entusiasmo a favor do candidato José Serra. Há esta possibilidade com a necessidade apenas de um pequeno percentual destes eleitores trocarem os seus votos e a sua escolha apressada. Nada impossível!

Os eleitores dos candidatos Plinio de Arruda Sampaio e Marina Silva, certamente não alterarão a sua opinião e se unirão ao candidato José Serra. Estes não desejam em hipótese nenhuma a candidata Dilma Russeff como Presidente do Brasil. Bastante possível!

Considerando o impossível e o possível nos dois candidatos. Podemos concordar quase com a vitória do candidato José Serra ao cargo de Presidente do Brasil.

Não me importa quem seja o eleito, tenho a certeza que se comportará como um Pôncio Pilatos, diante das novas leis que serão aprovadas em detrimento da Família e interesses do poder. Triste!

O Senhor seja contigo!

O menor de todos os menores.

disse...

Não creio Pr Guedes, pois ela teve muita ajuda dos não cristãos também, e de ala dos católicos carismáticos, se todos os evangélicos investissem nela ela teria ganhado, não creio que foi os Evangélicos que ajudaram Marina, eles estavam muitos divididos. Queria muito ver cara dos lideres Evangélicos pedindo a Deus pra Marina apoiar o candidato deles, ou seja o Serra. Mas que coisa né?? ela decidirá. Só jesus mesmo. O tiro deles saiu pela culatra, eles foram envergonhados. paz querido, te coloquei nos meus favoritos.

Pastor Guedes disse...

Prezamigo e prezamado Pr. Newton,

A Paz do Senhor!

Sinta-se a vontade para escrever o quiser. Aqui você é sócio (rsrs).

Também acredito que seja possível, mas caso isso não aconteça temos que estar preparados para todo tipo de governo, com ou sem perseguição. Agora, estive pensando: será que se eleita, a candidata do governo, irá perseguir apenas os eleitores da Marina ou os pastores da CGADB e não os seguidores do Bispo Manoel Ferreira?

Devo postar amanhã uma entrevista que o Pr. Caramuru, Juiz de Direito, concedeu à igreja da Lapa, onde congrego, sobre o que é de fato o PNDH3. Quero lhe convidar para acompanhar e depois discutirmos.

Forte Abraço, meu Amigo,
No Amor de Cristo!

Alberto Couto Filho disse...

Pr Guedes,
Amanheci de bom humor em razão da excelente repercussão que a nossa obra está tendo, até mesmo em meio a empresários que já me pediram para ministrar cursos em que eu que daria coaching em liderança, para suas Diretorias.
Palestras aqui e ali. Este é o Nosso Deus que, em troca da sua fidelidade, não aceita o tremeluzir, o pestanejar - Ele nos diz que seja a nossa palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno.
Andava por ai pela blogosfera quando encontrei uma postagem versando sobre a Dignidade dos Evangélicos, aludindo ao próximo confronto entre a medíocre Dilma e o experiente Serra.
Copiei e colei os trechos abaixo de um comentário muito parecido com o do senhor Silas Mafalaia em relação à Marina, dizendo-nos o porquê de não votar no Serra, decisão tomada um pouco antes da eleição

“Por isso, que no segundo turno votarei em Dilma, mesmo desgostando de quem ela é porque acredito que a Economia brasileira como está só irá progredir. Com relação à liberdade de expressão/imprensa/religiosa, lá no meu íntimo não creio realmente que o PT...”
“Com relação às corrupções do PT... Enfim... Antes denunciar os envolvidos, e retirá-los do poder do que simplesmente entregar meu voto a um partido que é totalmente contrário às minhas convicções (PSDB)”
“Portanto, não votarei em Serra por causa da Economia, visto que a visão tucana é totalmente voltada para os empresários em detrimento dos trabalhadores”

Alberto Couto Filho disse...

Não entendi bulhufas sobre este posicionamento de alguém que se diz crente.
Recebo vez por outra, e-mails com observações contrárias (algumas impublicáveis) à candidatura daquela senhora repito, politicamente, medíocre, fundamentado em evidências perceptuais e conceituais. Pedem-me para repassar tais mensagens, o que dificilmente faço, em se tratando das eleições.

A mensagem, a seguir, poderia levar um pouco de esclarecimento àquele comentarista sobre decidir pró-Dilma. Eu, mesmo sabendo ser a Política, algo necessário ao estado democrático, confesso abominá-la, mormente a brasileira que, no mundo, é campeoníssima em corrupção.
________________________________________

Tenho recebido...

Assim, para agir de forma democrática, justa e contribuir com o debate, devemos conhecer o que Dilma já deu e contribuiu para o Brasil.
Assim se você souber ou conhecer alguém que saiba...por favor, nos informe:

=>Fotos dela lutando pela democracia (Tem que existir! Por exemplo: uma foto da Dilma nas Diretas Já!);

=>Uma só foto da Dilma em uma passeata pela Anistia Ampla, Geral e Irrestrita! (Será que não tem?);

=>Uma foto da Dilma em algum evento pela Constituinte Livre e Soberana;

=>Uma foto da Dilma no Impeachment do Collor;

=>Uma foto ou vídeo, que mostre a Dilma indignada com o Mensalão ou com história do dinheiro nas cuecas, nas malas, nas meias, etc., todos membros do PT;

=>Uma foto ou vídeo de algum trabalho social de que ela já tenha participado (Será que ela nunca participou de nada?);

=>Uma foto dela com seu marido/ex-marido ou pai da filha (Tem que existir!). Afinal de contas, se ela for eleita, queremos saber quem será o “PRIMEIRO DAMO” do Brasil, até mesmo para sabermos...”COM QUEM ESTAMOS FALANDO”.

Não podemos ter uma presidenta sobra a qual não sabemos absolutamente nada, a não ser pela boca do Presidente. Chega de boatos, de disse me disse!
Queremos fotos! Notícias de jornal! Documentos históricos!
Tenho procurado tudo isto e até agora só encontrei o que o Presidente e os “CUMPANHEIROS” falam!

Por favor...repassem e ajudem a acabar com o Apagão Biográfico da Dilma.
Um povo educado elegerá dirigentes competentes e honestos. Estes escolherão os melhores assessores. Um povo educado sabe muito bem diferenciar um discurso sério de uma FALAÇÃO demagógica. Um político desonesto prefere manter o povo sem EDUCAÇÃO.

_________________________________________

Pastor Guedes,
Acabou-se o meu bom humor. E agora, o que faço?

Vigiando e orando por todos,
Alberto Couto Filho

Pastor Guedes disse...

Rô, a Paz!

Que bom ter você por aqui.

Tenho visitado seu blog muitas vezes e gostaria de dizer que sou um admirador de seu trabalho.

Na realidade o post em si é o resultado de alguns políticos entrevistados na madrugada pós-eleição e entre eles, ninguém menos que o Arlindo Chinaglia, admitindo a força dos evangélicos nas urnas.

Sem dúvida a Mariana era a mais ética dos candidatos e teve muitos eleitores não cristãos. Até por isso dirigi-me a um amigo católico (Rinaldo) em comentário logo acima, que não sonho com um Estado cristão, mas com um país com leis justas tanto para cristãos como para pessoas que defendam outras crenças. A Marina atraiu muitos votos de católicos carismáticos e não-carismáticos também devido a sua postura ética e defesa da vida, da liberdade e do meio-ambiente.

A Paz, Deus lhe abençoe.

Devolverei a gentileza, colocando seu blog entre os meus favoritos também!

Pastor Guedes disse...

Prezado Alberto Couto, meu amigo,

A Paz seja contigo!

Seu escrito soa como a voz de um arauto sobre os muros. Por isso Deus tem abençoado tanto sua vida como escritor e palestrante notório que é. Parabéns!!!

Acredito que o melhor dos produtos ou resultados da democracia seja a liberdade de expressão. Se isso nos for tolhido, seja com a Dilma, seja com o Serra, estaremos perdidos!

Todos temos o direito de votar em quem entendermos por bem. Tanto situação como oposição fazem promessas que depois não podem cumprir, seja na economia, na educação, na habitação, etc. Igualmente há pontos falhos em todo plano de governo. Não estou defendendo o Serra não, quero estar isento.

Admiro sua sabedoria e por isso quero lhe convidar para assistir um vídeo com a entrevista do Pr. e Dr. Francisco Caramuru, Juiz de Direito, (que postarei amanhã) sobre o PNDH3. Essa entrevista foi concedida ao Mensagem Eficaz, programa da igreja Assembleia de Deus da Lapa, onde auxilio o mui digno Pr. José Prado Veiga.

PS. Dá uma olhadinha no que o Pr. Alex disse a seu respeito nos comentário do post IGREJAS QUE ESTÃO MORRENDO, sobre sua "arte" de pescar.

Forte Abraço.
No Amor de Cristo!

a disse...

Do jeito que está é que não pode ficar. Vejo o destroço que a instituição familia vem passando quando deixam que o mundo cuidem de seus filhos, lembrando que filho é capricho do homem e não de Deus, mais existe um ledo engano na passagem de crescer e multiplicar, não é bem assim. Enquanto ao aborto clandestino o que morre de mulheres não é brincadeira. Não podemos apenas pensar na criança, temos que cuidar da mulher, com a legalização pode-se trabalhar o lado psicológico da mulher para que ela não aborte, e no clandestino como se trabalha? Concordo com a legalização do aborto, com isso estarei salvando a mesma em cometer crime e ao mesmo tempo salvando a pessoa humana da mulher para Deus, pois a criança já está salva. Este caso lembro-me de quando a televisão era considerada a cixa do demonio, e hoje os mesmos que proferiram isso voltaram atrás. servir a Deus se enclausurando do mundo como um monge budista é muito fácil, quero ver servir a Deus sendo colocado a prova a cada dia.

Pastor Guedes disse...

Prezada "a" (sei que esse não é o seu nome e você deve teve ter seus motivos para esconder-se), agradeço por sua visita e comentário.

Respeitamos sua opinião e entendemos que o aborto é traumático para a mãe. Contudo, biblicamente falando, temos passagens que revelam claramente que a criança em formação no ventre materno é um ser vivo (um ser humano vivo): Davi no Salmo 139, Jeremias capítulo 1, João Batista e Jesus em Lucas 1 e 2 e outras.

Citei a Bíblia por que percebo, por sua linguagem, que você é cristã. Sinto muito se você se viu "obrigada" a cometer um aborto, sinto mesmo (não sei se o fez). mas, cremos que somente Deus tem o direito de tirar a vida, pois Ele mesmo a concedeu e, por isso, somos contra todo tipo de assassinato.

Acredito que a mulher possa fazer o que bem quiser com o seu corpo, mas a questão do aborto é que ela interfere no processo de vida de outra pessoa, que tendo ou não pedido para nascer, tem o direito de viver. O ovo, o feto, o embrião ou o nome que receba dependendo da fase intra-uterina, não faz parte do corpo da mãe e nem é uma extensão dela. Trata-se de uma outra vida, sobre a qual nem a mãe, nem o pai, nem os outros familiares, nem o governo, têm direito de decidir pelo seu fim.

Eu não vivo um cristianismo enclausurado. Já preguei muito nas praças centrais de São Paulo e sei o que é a miséria bem de perto (desde as minhas origens.) Vou a campo e eu sei o que é sofrer discriminação simplesmente pelo fato de ser evangélico e levar nome de puritano, conservador, quadrado, retrógrado e até homofóbico.

Essa lei é mais desumana do que você pensa. Ela dá às mulheres o direito de decidirem sobre seus corpos. Se por um lado legaliza o que nas clínicas clandestinas é uma barbárie, por outro legisla e normatiza a vida como banalidade.

Seja bem vinda ao debate e volte outras vezes.

Deus lhe abençoe.

Antonio Nascimento disse...

Abram os olhos irmãos! Porque Serra não é esse anjo que todos pensão não!
Ele faz partes das elites que governam o país desde os tempos do império.
É o candidato das famílias ricas de dominam o país, ou seja: é um Illuminati!
Prova disso é o apoio da TFP(http://www.tfp.org.br) à sua campanha, e o uso de um símbolo ocultista, o Yin-Yang em seus programas de TV(http://b.imagehost.org/0075/serrailluminati.jpg).
Sinceramente ele nunca me enganou. Quem está às voltas com a corja dos DEMOcratas não pode ser boa gente.
Por isso amados, vamos escolher melhor nosso presidente.

Pastor Guedes disse...

Prezado Irmão Antonio Nascimento, a Paz!

Primeiramente quero me desculpar pela demora na publicação de seu comentário, mas estive viajando.

Quanto ao comentário, quero agradecer por sua visita e palavras.

De fato, os dois são ruins e nada carismáticos. Um é marxista-leninista e outro é DEMOcrático, como o irmão frisou, mas vamos escolher o menos ruim e votar nele, ok? Só uma coisinha: o marxismo-leninismo historicamente tem sido intolerante com as religiões e, portanto, com a propagação do evangelho e liberdade das igrejas, principalmente as evangélicas.

Vamos escolher o menos ruim.

Abraço.
No Amor de Cristo!

Sílvia Ceará disse...

Prezados Irmãos...
Não é de hoje que as pessoas se utilizam do nome de Deus para defenderem seus interesses egoístas. Quantas perseguições, quantas mortes, quantas vidas ceifadas em nome da "defesa do Evangelho"!Nós, evangélicos, bem sabemos disso, pois os nossos precursores sofreram todo tipo de perseguição e eram chamados de herejes e anti-cristos, mesmo pregando e vivendo o amor de Deus. Tudo sofriam porque tinham por certo que a esperança deles não se limitava apenas a esta vida, pois conforme Jesus Cristo os ensinara, Ele subiria ao Pai e voltaria para buscá-los, uma vez que o tempo deles aqui na Terra era passageiro; a nossa pátria está nos céus.Não quero agir com fanatismo ou alienação, mas creio que o povo de Deus está muito acomodado a este mundo e, às vezes, sob pretexto de defenderem o evangelho são ousados para defenderem projetos e governos humanos, colocando-se até mesmo em brigas com outros irmãos para defenderem posições de homens ímpios.O irmão que se expressou anteriormente tem razão. Eita povo desunido o povo evangélico! Principalmente porque os líderes que se levantam a nível nacional e que conquistam o respeito e o carinho do público evangélico, utilizam-se de seu prestígio e poder de persuasão para direcionar os que não estão atentos e só porque o tal pastor que é uma bênção na televisão falou isso ou aquilo, terminam acreditando sem criticidade ou investigação. Concordo que nossas lideranças religiosas devem alertar o povo de quem cuida sobre as artimanhas do Diabo, mas existem aqueles que se aproveitam dessa situação de prestígio diante do povo de Deus para manipulá-lo. Ainda existem muitos irmãos ingênuos e muito crédulos no homem.Em se tratando de questões políticas, não podemos estar alheios à realidade a nossa volta, mas também não devemos nos deixar levar por discursos daqueles que engolem um camelo e querem coar um mosquito. Quem pode sondar a mente desses candidatos que estão aí, se não Deus? Como eu posso dizer que esse é de Deus e aquele do Diabo? Quantos de nós nos enganamos no julgamento! Ou será que os nossos interesses são maiores, que tentamos justificar um erro, com outro erro, que possa ser julgado menor? Com relação aos candidatos que estão aí, qual deles é o escolhido do coração de Deus? Uma é acusada de ser a favor do aborto, o outro é idólatra. Coloque na balança e veja quem pesa mais. Eu sou uma simples serva de Deus, talvez alguns ironizem ou achem as minhas colocações fracas, mas tenho orado para que Deus me dê sabedoria para fazer as minhas escolhas com reflexão crítica, não pelo que falem ou deixem de falar de alguém, pois o Diabo se alegra com difamações. É dessa forma dissimulada e em nome da verdade que muitos têm se deixado conduzir segundo a vontade dos materialistas ( conversa de espiritual, mas coração no mundo e nas coisas do mundo). Povo de Deus, vamos orar pelo nosso país e cumprir o nosso dever enquanto cidadão brasileiro, não esquecendo que a nossa cidadania também é celestial. Lembremo-nos que o voto é secreto. Alertemos sobre a verdade, mas excusemo-nos de estar levantando bandeira de A ou B, colocando neles a nossa confiança. Levantemos, pois, a bandeira de Jesus Cristo, sejamos cristãos honestos, fiéis a Deus e inculpáveis no meio dessa geração pervertida e corrupta. Quem sabe assim, mais do que com votos, consigamos fazer a diferença no nosso país e influenciemos outras vidas para Cristo. Um abraço para todos. DEUS É FIEL, não importam as circunstâncias.

Pastor Guedes disse...

Prezada Irmã Silvia, a Paz!

Como bom cearense que sou, fiquei feliz com seu excelente comentário.

Muito bom ter você aqui!

Deus lhe abençoe!