terça-feira, 17 de agosto de 2010

DEU NA MÍDIA SECULAR: MAIS UMA DA RENASCER


A Igreja Apostólica Renascer em Cristo está entre as instituições religiosas que mais crescem no país. Fundada na sala da casa de Sônia e Estevam Hernandes, bispa e apóstolo da igreja, tornou-se em 24 anos um conglomerado de mais de 800 templos (espalhados pelo Brasil, por países da América Latina e Estados Unidos), escola, gravadora e emissoras de rádio e TV. Os eventos promovidos pela igreja reúnem milhares de pessoas. Mas, assim como os fiéis, proliferam na Justiça as ações contra a Renascer e seus dirigentes. A última delas vem do Ministério Público Federal (MPF), que acusa a Fundação Renascer, uma entidade assistencial ligada à igreja, de desviar R$ 1.923.173,95 recebidos do governo federal graças a dois convênios celebrados com a Fundação Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão do Ministério da Educação.
Os acordos foram assinados em 2003 e 2004 e previam a alfabetização de 23 mil jovens e adultos e a formação de 620 professores. As dúvidas começaram em 2007, quando auditores da FNDE e da Controladoria-Geral da União (CGU)investigaram a aplicação dos repasses das verbas do Ministério da Educação para ONGs integrantes do programa Brasil Alfabetizado. Ao ser submetida à auditoria, a Fundação Renascer, para justificar gastos, apresentou uma lista de nomes de professores e alunos que teriam participado do programa de alfabetização. A lista não continha, porém, nenhum número de documento, como CPF, que comprovasse a existência das pessoas mencionadas. Foi rejeitada pela auditoria.

O caso foi então remetido para o Ministério Público Federal em São Paulo. A Fundação Renascer enviou ao MPF um cronograma de aulas de educação religiosa – recheado de erros de português – para tentar atestar a existência do curso. O roteiro incluía temas como “conhecer a Bíblia”, “a importância da fé e da fidelidade como filhos de Deus” e “a história de Neemias”. Indicou também testemunhas, que foram ouvidas pelo Ministério Público. Somente duas conseguiram comprovar que houve um curso de alfabetização e mesmo assim para apenas 300 alunos, muito longe dos 23 mil estabelecidos pelos convênios assinados com a FNDE. Outras testemunhas disseram ainda que o dinheiro do convênio depositado na conta da Fundação Renascer era sacado em espécie por pessoas não identificadas. Na ação, o procurador Sérgio Suiama pede que os responsáveis pela Fundação Renascer sejam condenados a devolver à FNDE os R$ 2 milhões relativos ao convênio, percam os direitos políticos por cinco anos e não possam mais assinar contratos com a União.

Documentos apresentados pela igreja para comprovar gastos foram rejeitados por auditoria do governo

“Eles não conseguiram comprovar que o dinheiro da FNDE realmente foi usado para alfabetizar adultos. Mesmo que uma pequena parte tenha frequentado aulas de religião, isso é irregular”, diz Suiama. Segundo Suiama, os temas das aulas mostram que a Renascer pode ter usado verba pública para difundir as crenças da igreja. “O cronograma das aulas de religião complica ainda mais a situação, pois o dinheiro do convênio nunca poderia ter sido usado para promover proselitismo religioso. A Constituição determina que o Brasil é um estado laico, não pode patrocinar nenhuma prática religiosa”, diz Suiama.

O principal alvo da ação do Ministério Público é o deputado estadual bispo José Bruno (DEM-SP), que era vice-presidente da Fundação Renascer e assinou os convênios com a FNDE em 2003 e 2004. Hoje fora da Renascer para montar sua própria igreja, o deputado José Bruno diz que jamais trabalhou no programa de alfabetização da fundação e só assinou os convênios porque os verdadeiros responsáveis, a bispa Sônia (presidente da fundação) e o apóstolo Estevam Hernandes, estavam ausentes. “Eu assinei os convênios porque Estevam e Sônia estavam fora do país”, diz ele. “Eu nunca toquei esse projeto e isso consta inclusive no depoimento de uma testemunha que diz que nunca tratou de assuntos desse programa comigo.” Segundo a CGU, Bruno teria atrapalhado o trabalho dos fiscais que foram verificar o destino do dinheiro dos convênios e evitou fornecer documentos à auditoria.

A Renascer, em nota, refutou “qualquer acusação de malversação de verbas públicas” e disse ter havido “apenas entendimentos errôneos da FNDE com relação a valores”. Disse que alfabetizou mais de 15 mil pessoas e anexou fotos com cenas de salas que supostamente seriam a prova da realização do programa de alfabetização. Quanto ao ensino religioso, afirmou que as cartilhas baseadas em assuntos da Bíblia “trouxeram resultados que superaram outras técnicas”. Disse ainda que as dúvidas levantadas sobre o trabalho da fundação vêm de “denúncias desleais, acusações sem provas” feitas por “pessoas sob suspeição absoluta” que teriam “claros interesses próprios em prejudicar a igreja”.

A bispa Sônia e o apóstolo Estevam foram presos em 2007 ao tentar entrar nos Estados Unidos com US$ 56 mil escondidos em uma Bíblia e um porta-CDs – eles haviam declarado ao Fisco americano que entrariam com apenas US$ 10 mil. Em dezembro do ano passado, eles foram condenados pela Justiça Federal a quatro anos de prisão e multa de R$ 150 mil cada um por evasão de divisas. Apresentaram recurso contra a condenação.

Fonte: Revista Época
Blog do Gutierres

Maranata. Ora Vem Senhor Jesus!
Deus abençoe a todos.

4 comentários:

Fernando Mercurio disse...

Querido Pastor Guedes, gostaria de aproveitar o espaço aqui concedido sabiamente pelo irmão e contar algo muito marcante que aconteceu em minha vida quando frequentei esta denominação; foi em uma época que me afastei dos caminhos do Senhor.

Lembro-me que sentia muita necessidade de frequentar a cultos pois ja estava a algum tempo afastado e todo conhecedor da Palavra de Deus sente tal necessidade constantemente, claro, se estiver quebrantado e o Espírito Santo ainda habitar nele.

Nessa época conheci uma moça e começamos a namorar, sendo que a mesma era obreira na Sede da RENASCER em São Paulo. Começamos a ir sempre aos cultos e lembro-me que sempre tinha o "pé atrás" com as pregações e a liturgia, mas como eu estava sedento ficava ali esperando que Deus muda-se o meu coração e que eu passa-se a aceitar a "novidade de vida".

Nós ficavamos ali o dia todo, pois a moça tinha um cargo na igreja; era como uma "Diaconisa", (não lembro o termo que eles usam) pois ajudava a recolher as ofertas e a servir a Santa Ceia.
Chegava-mos a ficar das 8:00hs da manhã até as 22, 23:00hs na igreja todos os domingos.

Em um domingo nós não pudemos ir pois a irmã dela, quem nos dava carona, passou mal e disse que não iria. Eu não queria me atrasar, pois sabia que era muito longe sairmos da região da Freguêsia do Ó de ônibus e ir até lá na zona sul.
Tentei convence-la a ir conhecer a "minha" antiga igreja. Ela se negava dizendo que poderiamos chegar mais tarde lá sem problemas e depois arrumaria uma carona pra voltarmos.
Eu disse a ela que não custava nada, que eu queria muito ouvir a palavra de Deus lá na igreja onde o Senhor Jesus havia me chamado e também que Deus iria muito falar com ela.
Sei que no final das contas ela acabou aceitando, dizendo que como eu já havia ido tantas vezes na igreja dela não custaria nada ela ir um domingo só na minha antiga igreja.
Nem preciso dizer que o culto em nossa igreja na Lapa foi abençoado naquele dia. Não me lembro quem pregou, pois era um pregador de "fora", creio eu. Me lembro e muito bem que fomos impactados pela Palavra Viva do Deus Vivo a quem servimos; mas a alegria não durou muito.

Quando estavamos nos dirigindo para fora da igreja começa-mos a ouvir que alguma coisa grave tinha acontecido na Sede da RENASCER.
É querido irmão, foi no dia fatídico do incidente, foi mais que um incidente, da catastrofe que ocorreu ali. Lembro-me que no começo achamos ser xacota dos irmãos, pois alguns sabiam que nós estava-mos frequentando os cultos lá; eu havia contado.

Quando ouvimos no rádio do carro de um irmão que o teto havia desabado na hora de um culto ela não se aguentou e começou a chorar.
Eu confesso não saber destinguir meu sentimento naquela hora, um misto de alegria pelo livramento com uma angustia. Foi péssimo.

Quando chegamos na minha casa e vimos a transmissão da TV foi pior ainda.
Soube o grande livramento que o Senhor tinha me dado naquela noite, a moça não parava de chorar e dizia que conhecia muita gente ali, que estava muito preocupada.

Sei que nosso namoro não durou muito depois disso, pois mesmo assim ela continuava a defender a igreja e os líderes. Eu não podia dar a minha opnião, pois era reconhecida por ela como uma "perseguição".

Espero que a fé de muitos sejam edificadas e hoje sei que Deus não tolera muitas coisas que lá, eles toleram.

Graça e Paz Pastor Guedes; DEUS SEJA CONOSCO SEMPRE!

Fernando Mercurio disse...

Querido Pastor Guedes.
Não sei se o irmão sabe, mas, o Senhor me livrou do acidente que ocorreu na Sede da RENASCER.
No dia que o teto desabou sobre o povo que ali estava era para eu estar lá também.
Namorava uma obreira de lá e estavamos frequentando todo o domingo das 8:00hs as 22:30hs.
Bem neste dia convidei ela pra ir até a AD Lapa. Ela aceitou e Deus livrou a moça também.
Só queria que o irmão soube-se disso.
DEUS NOS LIVRE DE TODO O MAL!
Graça e Paz.

Pastor Guedes disse...

Fernando, a Paz!

Entendi sim. Fico penalizado pelos atingidos pela tragédia naquela ocasião, mas feliz pelo seu testemunho que acabou de deixar aqui. Aprendi que religião é diferente de espiritualidade. Religião muitas vezes aprisiona, adestra e maltrata o religioso. Diferente da verdadeira religião, pura, de que fala o Apóstolo Tiago, verdadeiro Apóstolo, na Bíblia (ajudar os necessitados e apartar-se dom mal). Espiritualidade é inerente a mim e a você, apenas somos instruídos a desenvolver nossa espiritualidade dentro de sistemas religiosos (que são meios de "domar" a espiritualidade, eu diria até mesmo disciplinar, mas não quero polemizar acerca do assunto, uma vez que aceitei servir a Deus dentro de um sistema que me diz "sim" e "não", o que aliás não é ruim).

Glória a Deus que você escapou à tragédia e está aqui para nos contar sua linda história de conversão e retorno aos braços do Pai.

Abraço.
No Amor de Cristo!

Pastor Guedes disse...

AVISO A TODOS OS LEITORES.

NÃO VOU PUBLICAR COMENTÁRIOS ANÔNIMOS E DESRESPEITOSOS.

QUEREM JULGAR O PROFETA? VEJAM SUA DOUTRINA E PREGAÇÃO, ANALISEM À LUZ DAS ESCRITURAS E NÃO À LUZ DO QUE VÊEM, POIS JESUS DISSE QUE NO FIM DOS TEMPOS HAVERIAM FALSOS PROFETAS QUE SE POSSÍVEL FOSSE ENGANARIAM, ATÉ OS ESCOLHIDOS E PELO FRUTO CONHECEREIS AS ÁRVORES. FRUTO AQUI FALA DE DIGNIDADE E HONRADEZ TAMBÉM. NÃO PODE UMA MESMA FONTE DEITAR ÁGUA DOCE A AMARGA.

PENSEM NISSO ANTES DE FAZEREM COMENTÁRIOS CARREGADOS DE EMOÇÃO E PAIXÃO POR LÍDERES E "DENOMINAÇÕES".

NÃO ME QUEIRAM MAL POR FALAR A VERDADE.

ABRAÇO.