domingo, 10 de janeiro de 2010

DEPOIMENTO DE UM EX-HOMOSSEXUAL

Publiquei no post anterior sobre a união de dois supostos pastores homossexuais. Fiquei incomodado com a colocação de um amigo meu, também blogueiro, dizendo que aquela matéria poderia ser uma montagem. Fui atrás dos fatos, achei a revista e verifiquei o nome do jornalista (um jovem de 20 anos cursando jornalismo). Não consegui achar a reportagem no endereço eletrônico que lá constava, mas encontrei o endereço da Igreja Contemporânea fundada pelos "pastores" gays. Trata-se de uma igreja organizada com cerca de 500 membros e com endereço estabelecido na cidade do Rio de Janeiro.

Devido a matéria anterior, recebi muitos comentários, alguns ofensivos por parte dos defensores do movimento gay. Fui chamado de homofóbico, intolerante e ignorante. Buscando na mesma revista encontrei o depoimento que segue. Na verdade é uma resposta às pessoas que aceitam a definição "científica" e defendem que o homossexual nasce com a sua homossexualidade determinada e por isso é obrigado ou deve aprender a conviver com sua condição homo.

Resolvi publicar o texto a seguir sem edição, embora eu não concorde com tudo que eles relatam (como "pense em Deus e feche os olhos (...) então fechei os olhos e nós trasamos") e constem alguns termos que possam parecer chulos, todavia preservei o relato "ipsis litteris" para não perder a credibilidade.

ATENÇÃO: ESSE DEPOIMENTO FALA DA CONVERSÃO DO MANOEL RICARDO REIS.

Dono da história: Manoel Ricardo Reis da Luz, 33 anos, autônomo, Nazaré, BA
Reportagem: Líliam Cunha

A cada dia, eu ficava mais à vontade com
meus amigos gays. Eles me apelidaram
de Ricardete, nome que passei a usar
no dia-a-dia
Aos 8 anos, tive certeza de que era homossexual. Enquanto meus amigos brincavam de carrinho, eu me divertia mesmo com as bonecas. Foi nessa época também que comecei a dançar imitando a cantora Gretchen. Apesar de sempre me mandar parar de dançar — sem eu nunca ter obedecido —, minha mãe não desconfiava da minha homossexualidade.

Aos 19 anos, fui com meus pais morar em Nazaré. A partir daí, passei a andar com gays e a freqüentar as casas deles. Ainda assim, minha mãe não acreditava que eu fosse homossexual.

Um dia, meu irmão disse a ela que achava que eu era gay. Um jovem que freqüentava a mesma igreja que minha mãe contou que havia me visto na casa de um rapaz gay. Nesse dia, meus pais tiveram a certeza de que eu era homossexual.

Já era madrugada quando cheguei em casa, mas minha família estava acordada, me esperando. A hora da verdade tinha chegado. Meu pai veio para cima de mim e perguntou se eu era gay. Eu disse que não. Ele começou a me bater, dizendo: “Você é gay, você é gay”. Depois dessa surra, resolvi assumir de vez minha homossexualidade. Com o tempo, eles foram se acostumando e tiveram de me aceitar, mesmo sem concordar.

Comecei a ser chamado de Ricardete

A cada dia, eu ficava mais à vontade com meus amigos gays. Eles me apelidaram de Ricardete, nome que passei a usar no dia-a-dia. Decidi, então, transformar meu corpo. Fiz aplique no cabelo e comecei a usar onociclo injetável. Esse hormônio feminino estimula o desenvolvimento em homens de características femininas, como seios e bumbum maiores.

Assim que os meus peitos começaram a se desenvolver, passei a ir à praia de biquíni. Minha mãe insistia para que eu freqüentasse a igreja evangélica. Mas, apesar de eu sempre ter alimentado o temor a Deus, não O aceitava.

Fiz uma cirurgia para retirar os seios

Com 31 anos, resolvi cortar meu cabelo. A partir daí, comecei a me sentir estranho. Eu me olhava no espelho e ficava incomodado com o contraste entre o meu rosto masculino e meu corpo afeminado. Foi então que começou a minha transformação. Cinco dias depois de cortar o cabelo, decidi que faria uma cirurgia para retirar os seios. Como não podia arcar com os custos da operação, resolvi pedir ajuda ao então prefeito, Clóvis Figueiredo

Ele me deu um bilhete para que eu entregasse ao médico de um hospital filantrópico em Salvador. Marquei a cirurgia para 20 de agosto de 2007.

Passado o período de resguardo, retornei a Nazaré. Um amigo me visitou e quis me apresentar a cunhada dele, Débora. Eu e ela nos tornamos amigos.

Um dia, ela foi até minha casa e ficamos conversando no meu quarto. Ela me disse: “Pense em Deus, pois você é homem, Ricardo”. Mas o “inimigo” botava em minha boca que não, que eu não iria conseguir. E Débora me falou mais uma vez: “Pense em Deus e feche seus olhos”.

Então, fechei os olhos, e nós transamos. Foi a minha primeira relação sexual com uma mulher. Desde então, só me relaciono com ela.

Quando eu era gay, não conquistei nada

No dia seguinte, minha mãe nos convidou — eu e Débora — para irmos à igreja com ela. Eu não queria, mas acabei aceitando o convite. Ao chegarmos lá, o Espírito Santo de Deus se manifestou por intermédio da pastora Edna. Ele me disse o seguinte: “Aqui, existe um jovem que Deus está transformando hoje. Venha e O aceite como o único salvador da sua vida”.

Ao escutar essas palavras, resolvi aceitar Deus e me converti. Ele entrou com a providência em minha vida. Quatro meses depois, eu estava casado, certo de que não me sentia mais atraído por homens.

Tanto que, hoje, meu desejo é somente pela Débora. Quando olho para o passado, eu me arrependo de tudo que vivi. Agora, estou feliz reconstruindo a minha história.

Minha mulher está à espera do nosso primeiro filho, que se chamará Sara ou Samuel. Deus me permitiu ganhar um sorteio de um cartão de crédito. Com o prêmio, comprei uma casa, uma moto e arrumei a nossa vida.

Hoje, sou uma pessoa feliz. Eu e minha esposa somos servos do Senhor. Antes, eu vivia de ilusão. É só comparar: em onze anos, eu não havia conquistado nada, e até aqueles que se diziam meus amigos se afastaram.

Agradeço a Deus pela mudança. Agora tenho tudo e valorizo cada uma das minhas conquistas. Deixei a profissão de cabeleireiro. Vivo de pequenos bicos e também da renda do prêmio que recebi do cartão.
‘‘Ele não vai se interessar por homens nunca mais’’
Débora Hevelin da Cruz da Luz, 22 anos, esposa do Ricardo

“Na época em que conheci o Ricardo, eu achava que ele tinha um caso com o meu cunhado. Falei da minha desconfiança, mas o Ricardo negou. Tornei-me amiga dele. Nós saíamos juntos para festas e bares.

Eu namorava um colega dele, que, na verdade, não gostava de mim. Ricardo me dizia que ele só queria brincar comigo. Acho que ele começou a gostar de mim aí. Um dia, ele me convidou para a festa de aniversário dele, e me dei conta de que estava apaixonado por mim.

Estranhei um pouco, pois ele era gay. Fiz um teste: mandei recados no celular dizendo que o amava. Um dia, fui à casa dele e o chamei para conversar no quarto. Pedi para ele fechar os olhos e deixar rolar. No dia seguinte, resolvemos ficar juntos.

Nos convertemos à igreja que a mãe dele freqüentava e, quatro meses depois, casamos. Fizeram e ainda fazem comentários sobre nossa relação na rua em que moramos, mas não ligamos. A melhor resposta é nosso filho, fruto do nosso amor, que veio para selar a nossa união.

Confio no meu potencial e tenho certeza de que, hoje, o interesse dele é por mim. Sei que ele não sentirá vontade de se envolver com homens. Eu estou satisfeita com tudo que ele me oferece como homem e marido. O passado dele ficou para trás. Nós estamos vivendo o presente e o futuro.


Conteúdo do site SOU+EU

Fonte:http://mdemulher.abril.com.br/familia/reportagem/comportamento/index.shtml

Maranata. Ora Vem Senhor Jesus!

Deus abençoe a todos

29 comentários:

samuka ADB1 disse...

toda hora toda gloria pertence a ti senhor dos execitos para Deus nada é inpocivel de que crer no senhor jesus Deus ainda liberta cura perdua todos os pecados e ainda batiza com espirito santo.

Deus trabalha de uma maneira especial em todos os corações.
Deus abençõe em nome de jesus.

pastor guedes disse...

Prezado Samuka,

Sim, Deus pode transformar e salvar o mais vil pecador.

Abraço.

Anônimo disse...

Paz do Senhor Jesus, nosso Salvador.

Tenho assistido uma verdadeira guerra e muitos conflitos nos blogs.

Gracas a Deus que ainda podemos ler materias como essas que o irmao tem publicado. Nao podemos perder o alvo, ou seja: As almas. Ganha-las para Cristo, pregar de forma audivel que Cristo liberta e corrige qualquer anomalia na formacao do carater do ser humano.
Gostaria somente de encoraja-lo, ainda que minha opiniao pode nao ser relevante, continue meu irmao com essa visao, pois e de Deus, e o caminho e esse.

O arrebatamento esta proximo, breve a Trombeta de Deus soara. ALELUIA. Nosso alvo e Cristo, o Cristo que nos garante a vitoria, nao financeira, mas a espiritual, um tesouro guardado no ceu.

Deus seja contigo.



Reginaldo Felix

Ministerio Voz que Clama no Deserto.



Estou aqui no escritorio da companhia aguardando as ordens de trabalho, e senti o desejo de lhe escrever essas linhas.

Publique somente se o irmao achar procedente, caso nao o faca fica somente para nossa edificacao.


Regifelix7@hotmail.com

pastor guedes disse...

Caro Reginaldo,

Seus comentários são muito bem-vindos.

Quanto à guerra nos blogs também tem me causado tristeza e asco. Os blogueiros (ou bloguistas, ainda não chegaram a um termo que melhor defina) estão usando esse espaço, que é gratuito, para expor suas vaidades e fazerem um nome em tono de seus "ministérios". Muitos têm sido arrogantes e presunçosos, não aceitando serem contestados, criticando tudo e todos. Outros esnobando conhecimento e destratam aqueles que, na visão deles, não têm o mesmo "nível" teológico ou filosófico. Claro que há exceções, mas o que vejo é uma verdadeira fogueira de vaidades.

A trombeta para mim será o melhor som da Graça, pois somente a Graça pode me levar a Ele, o Senhor Deus: Pai, Filho e Espírito Santo.

Forte abraço.

Deus lhe abençoe.

Pr. Junior Conde disse...

Caro colega Pr. Guedes, graça e Paz de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Lembra quando lhe pedi para publicar o post anterior sobre o casamento dos pastores gays? Como disse nesse post, voce recebeu emails de várias pessoas o chamando de homofóbico, preconceituoso e coisa e tal. Eu quero dizer, também recebi os mesmos emails. Estive de férias, estou retornando hoje às atividades, e ainda nao postei nada em meu blog sobre o assunto. Gostaria de publicar esse post em meu blog sob a sua autorização. E que a Verdade sempre prevaleça! Em Cristo, pr. Conde.

pastor guedes disse...

Prezado Pr. Conde,

Fique a vontade para publicar em seu conceituado blog.

Infelizmente a postura dos defensores do movimento gay é sempre de ataque. Eles não toleram ser criticados ou questionados. Tudo para eles é afronta, homofobia, perseguição, discriminação, intolerância e todos que falam contra são ignorantes...Daí vejo como será nossa vida de igreja e de ministros do verdadeiro Evangelho quando a tal lei for aprovada. Digo, "quando for aprovada", porque será: trata-se de uma tendência mundial e o governo está fazendo um esforço tremendo para aprovar a MP 122/06. Na Argentina já aconteceu o primeiro casamento gay na América Latina, no México está previsto para Maio e na Califórnia a famigerada Emenda 8 está sendo questionada mais uma vez e o Supremo já deu sinais anteriormente de que vai aprovar. A grande verdade é que hoje em dia existe ativista gay em todas as esferas da sociedade e muitos deles estão na esfera do poder.

Cabe a nós sustentarmos, apesar da agressividade desse movimento, a Verdade da Palavra de Deus, defendendo o amor entre os homens, a fraternidade, e não o prática sexual entre pessoas do mesmo sexo, principalmente nas igrejas evangélicas.

Deus abençoe nobre pastor.

Forte abraço.

Anônimo disse...

Ola Pr.Guedes.
Sou leitora do seu blog, estou afastada dos caminhos do Sr.
Porem apesar de estar vivendo no homossexualismo tem coisas q realmente nao aceito e nao concordo como e o caso dos mesmo quererem se casar na igreja, queimando a imagem santa e pura do evangelho, ja discuti isso com gays e defendo o direito de nao ter casamentos gays nas igrejas, nao concordo com esse tipo de coisa na igreja, foi exatamente por isso q me afastei, nao posso impedir de pessoas irem a igreja e eu estando la e vivendo na pratica, isso so escandalizaria o evangelho e eu sei q "AI DAQUELE DE QUEM PROVEM O ESCANDALO".
Porem acho totalmente erroneo a forma como isso eh pregado em determinadas igreja, por alguns supostos pastores, mtos membros das igrejas tem alguem da familia q é homossexual, ou é filho ou algum ente querido, e isso é pregado com um certo odio, q leva mtos crentes serem homofobicos sim, pq eu ja passei por isso com pessoas da igreja, totalmente homofibico preconceituoso,as pregaçoes e ensinamentos deveriam ser mais profundo no amor, é errado o homossexualismo é sim, mais na mesma biblia fala q o AMOR COBRE MULTIDOES DE PECADO, como uma criatura q passa por VARIOS problemas interior e exterior, vai qrer procurar a palavra de Deus, qdo os proprios q pregam e Mesma, transformam os membros em um bando de homofobicos, qdo deveriam ser os mensageiros das boas novas, onde hj um afastado encontra apoio na igreja? Se o q a maioria faz eh virar as costas para os mesmo.
Concordo sim com os seus post, porem discordo da forma q eh transmitida, ou talvez a interpretaçao dos leitores e ouvintes, ja vi comentarios aqui de pessoas q falam q os homos tem q pagar, q eh imoral q eh isso e aquilo,pq esses mesmo q postam tais comentarios nao saem a procura e pregam com AMOR (QUE ESTA FALTANDO) á essas pessoas nao so homossexuais mais as prostitutas, viciados enfim.
Não quero com esse comentario ofender o sr. pelo contrario, admiro e muito. Porem o amor em algumas pessoas q se dizem crentes esta adormecido ou nem existe mais.
Realmente o fim esta proximo, e espero ter tempo pra eu voltar a casa do Sr. porem, deveria ser pregado mto mais nas igrejas a pratica do amor ao proximo, independente do que o proximo seja.

Agradeço...fique com Deus

pastor guedes disse...

Cara Anônima,

Obrigado por visitar meu blog e também pelo seu comentário.

Quando postei a respeito do homossexualismo não sabia que me envolveria tanto com o tema em si. Vejo e sinto a necessidade de pessoas homossexuais serem amadas e terem o carinho da igreja. Sei o quanto é difícil ser discriminado porque já o fui em outras áreas da vida.

O objetivo do primeiro artigo foi combater o homossexualismo dentro da igreja e principalmente no ministério pastoral, já o segundo artigo teve como alvo mostrar aos defensores do movimento em questão que Cristo pode mudar, transformar, libertar e regenerar o mais vil pecador, e que não é verdade que a pessoa nasce com uma orientação sexual determinada, etc.

A Igreja Evangélica da Espanha lançou um documento muito interessante (creio que li na Revista Ultimato) onde demonstra seu respeito pela pessoa humana (dos gays) mas também pede respeito à propagação legítima do Evangelho sem ser taxada de intransigente, intolerante, perseguidora, discriminatória, etc. A Igreja no Brasil deveria seguir o mesmo caminho. Sei que existem muitos homossexuais (escondidos) nas igrejas, mas o que nós queremos é tratar esse irmãos e não adotá-los como são e colocá-los no ministério ou em qualquer ala da igreja, pois cremos na libertação e na mudança desse tipo de desvio de conduta.

A colocação "imoral" parece ter sido feita por mim. De fato é imoral sim, pois é contra a moral, os bons costumes, a própria natureza humana e a sã doutrina bíblica. Mas, quanto ao amor, você está certa. O amor andou esfriando muito pelos lados dos arraiais evangélicos e nós achamos muito tempo para criticar e condenar, mas pouco para evangelizar, aconselhar, abraçar e perdoar. Não tenho evangelizado muito ultimamente, mas as vezes que pude evangelizei a prostituta, o bêbado, o homossexual com o mesmo carinho, até pessoas que conheci nas igrejas que dirigi e que eu sabia serem homo tratei sem discriminação.

Você conhece a verdade e cita a Bíblia. Corra para os braços do Pai. Ainda há tempo e a Graça de Deus está sorrindo para você.

Deus lhe abençoe

Abraço fraterno.

Pastor Jesiel Freitas disse...

Paz amado amigo!

Somente hoje descobrí a mudança de endereço do seu blog. Estou passando por aquí e lí esta matéria sobre o homossexualismo. Infelizmente o Brasil está absorvendo como algo comum esta prática pecaminosa que leva o ser humano à completa perdição e ao mais baixo nível da degradação da espécie. A Bíblia diz que Deus criou apenas "macho e fêmea"; isto é, não existe meio-homem e meio-mulher. Aceitar, não aceitaremos jamais a prática, pois constitui-se pecado. Tão grave quanto a própria prática é a atitude de concordância. Não deixemos de pregar a verdade com amor e com a Bíblia na mão!

Abraço e espero novas visitas suas em meu blog, alíás, já estou lhe seguindo neste aquí.

Abraço e saudades do amigo!

No mais... Paz!

pastor guedes disse...

Caro Jesiel Freitas, meu amigo!

Que bom que você descobriu o novo endereço e já é seguidor. Você sabe que eu sou seguidor de seu blog e seu admirador.

O assunto é de fato muito urgente e concordo que está havendo pouco debate e muito descaso por parte da sociedade. Penso que a Igreja (também) está adormecida tanto no sentido de definir doutrinariamente a questão como no tocante ao trâmite da MP122/06 como no que tange às autoridades políticas que elegemos.

Como pastor e bom jornalista que você é, sugiro que crie, se puder, um debate acerca do assunto, pois não podemos nos calar!

Abraço fraterno em Cristo.

Projeto Você para Deus disse...

OLA, PASTOR GUEDES; GOSTEI DE CONHECER O SEU BLOG!

FICA NA PAZ!!

pastor guedes disse...

Projeto de Deus,

Obrigado or su visita.

Abraço

Anônimo disse...

Olá Pastor Guedes, estava pesquisando sobre libertaçao do homossexualismo e cheguei aqui no seu blog.
Bom, eu nasci na igreja e me afastei dos caminhos de Deus devido ao homossexualismo, quando ainda criança aos 12 anos ate os 16 tentei lutar desesperadamente contra isso mas nao encontrava resposta e nem ajuda, era inocente em conhecer como era realmente o mundo la fora. Assumi pra mim a homossexualidade aos 16 e tive experiencias sim, mas posso dizer claramente aqui que quando eu me "aceitei", senti como se todo bloqueio tivesse saido e eu ia conseguir ser feliz, mas nao foi o que aconteceu.
Encontrei uma pessoa na minha vida tambem gay, mas que tambem era servo de Deus e juntos praticamos ofensas sim, demos liberdade pro inimigo e tudo parecia bem até ele sentir falta de Deus e eu tambem. Nossa vida se afundou literalmente se formando só em brigas, no meio dessa vida eu nao encontrei ninguem que eu pudesse confiar no mundo la fora, o que mais enxerguei foi falsidade. E de tanto a gente sofrer, ele ja passa por isso mais tempo que eu, nos dois temos o desejo no coraçao de voltar pra cristo interamente e deixar de sermos gays, ja reconhecemos que erramos, a gente se ama sim, mas o amor errado e os dois sentem falta de cristo na vida.
Mas há o medo em quem poder confiar pra conseguir ajuda, se a igreja desse um apoio um pouco diferente, como a outra moça anonima falou, se fosse tratado com mais AMOR seria mais facil chegar mais perto da libertaçao.
É engraçado por a maioria querer julgar e só dizer que é errado e voce vai pro inferno, mas nao é facil sentir na pele, foi o propio Deus mesmo que falou pra nao julgar ao proximo. Eu acredito que nao há pecado menor ou maior, pecado é pecado.. nao tem nivel. Entao eu só queria deixar escrito aqui que é um erro, mas nao é julgando que voce vai ajudar alguem a se libertar e sim acolhendo e AJUDANDO a pessoa a mudar. pois eu nao sou o unico que se sente preso a isso e quer uma libertaçao.. e sim eu acredito na libertaçao do homossexualismo.. mas nao é uma coisa que acontece da noite pro dia.
O caso é... nao sei onde procurar ajuda de alguem por onde moro, nao posso chegar numa igreja e revelar tudo, mas a luta é muito grande e ajuda muito ter um ombro amigo.
Eu só queria que os nossos irmaos prestassem mais atençao em como se dirigem as pessoas, nao só gays, drogados, alcoolatras e outros tambem.
isso que eu gostaria dizer e muito obrigado pelo espaço.
Que Deus abençoe a todos.

pastor guedes disse...

Prezado Anônimo,

Agradeço por sua visita e por seu comentário honesto.

Peço desculpa pela demora na publicação e coloco-me à sua disposição para ajudá-lo no que for preciso(aconselhamento, oração, etc.) para lhe ajudar a sair desse estado de coisas em que se encontra.

Deus lhe abençoe.

Abraço.
Em Cristo!

Johnathan Lelis disse...

essa mudança é difícil pastor.
Tenho 24 anos e moro em Goiânia.
Meu sonho é ser feliz ao lado de uma mulher q amo...e ter os meus filhos...e para a felicidade da minha mae.
Se possivel coloque o meu nome em suas orações.

Flw,

Johnathan T

Pastor Guedes disse...

Caro Jonathan,

A Paz do Senhor!

É difícil, mas para Deus não há impossível!

Caso seja essa a sua condição, creia que Deus pode mudar sua vida.

Abraço.

Anônimo disse...

olá pastor.. nao sei pq busquei ler assuntos a respeito de ex homossexual hoje.. e acabei chegando aqui no seu blog.

tb vivo nessa mesma situação de ser evangelico e ter atração por homens..

ja passei pela situação da minha igreja saber e tambem meus pais sabem e nao aceitam, claro.

porém apesar de toda ajuda que ja tive nesses ultimos dois anos que confessei ser homossexual.. me sinto ainda mto perdido.. sei q Deus me ama.. mas essa lutaq nós homossexuais enfrentamos eh uma luta mtoo grande.. e o q posso ver nisso td q tenho passado.. o qto a igreja de Cristo esta despreparada em ajudar.. sendo mto mais facil criticar e condenar.. nao medem as palavras ditas no pulpito ou nas rodas de conversa.. o q nos machuca ainda mais ..

soh continuo na esperança de um dia ser livre disso.. pq nasci crendo q Jesus eh meu Senhor e me ama acima de tudo.. e que as atitudes dEle se estivesse aki como homem em nosso meio seria mtoooo diferente da maioria dos que se dizem cristãos.. e o que busco é olhar pra Ele.. mas somos homens apesar de tudo.. e sempre falhamos como qualquer ser humano que segue sua vida na busca constante de viver uma vida santa..

bom enfim..só quis desabafar um pouco e expor aqui minha opiniao sobre o quanto a igreja de Cristo precisa parar e refletir mais em suas atitudes diante das pessoas pelas quais Jesus veio a esse mundo.. acima de tudo Jesus é amor.. e eh isso que deve ser pregado a todos em primeiro lugar.. q o amor dEle vale mto mais a pena do que qqer outra situação q um ser humano possa querer viver, como o homossexualismo, mesmo que isso custe mto caro e nos faça sofrer demais.. mas pelo q Ele fez por nós e pela esperança q temos nEle a gente precisa prosseguir buscando sem desistir.

abraço,

Anônimo disse...

Que o amor de Jesus Cristo que por nós suportou dura cruz, esteja no coração de quem quer ser feliz andando pela luz palavra. Todos nós temos uma tendência ao pecado que sempre se manifestará através de alguma fraqueza humana, para anular a nossa fé em Cristo Jesus. A maldição do homossexalismo não vencerá aquele cujo está debaixo das asas celeste de Deus. O arrependimento é o clamor que o Senhor ouve pela sua misericordia. Bendito é o Rei do universo Deus Pai Rei! Amen.

Anônimo disse...

Respondendo a pergunta sobre a assembléia canaã. A diferência do avivamento está em ter ou precisar de Deus a Assembléa de Deus Canaã tem Deus por isso acontese este grande avivamento que logo vai tomar todo estada cearense,quem quiser copiar o modelo está aí tenha Deus em vés de precisar dele. Quando temos somos capazes de vencer qualquer muralha em nossa frente confiamos nele então o resultado é a vitória.
Reginaldo Leandro da Rocha de Fortaleza congrego no santuário Canaã. Lean_rocha@hotmail.com

A paz do senhor irmãos.

Anônimo disse...

Eu assisti sua pregação no Santuário pastor Guedes muito lindo de homens como o senhor e o paistor Gecer e que o mundo esta nescessitando para salvar a humanidade.

Que Deus os protejam e dê força para romper as barreiras que se levantam no caminho.

Reginaldo Leandro da Rocha

Pastor Guedes disse...

Caro Reginaldo,

A Paz do Senhor!

Sou grato a Deus por sua vida e pela viagem que fiz à capital cearense.

Pregar a Palavra naquele púlpito tão seleto foi um privilégio inominável.

Deus lhe abençoe.

Abraço.

Anônimo disse...

Boa tarde!

Estava lendo o tstemunho e tam'bem li os comentários.

Eu creio que somente um ex homossexual convertido possa falar tanto a respeito dos gays, pois só um homossexual sabe da luta que passa, pq pecados sao pecados, mas ser alcolotra, drogado etc.... causa apenas pena nas outras pessoas, mas os gays são desprezados e acontece que muitos que tem e nasceram para honrar a deus estão se perdendo por causa de muitas igrejas....

Ora acaso sabemos o valor que tem uma alma?

Vamos trabalhar... é o momento de resgatar estas almas, pois o inimigo enraizou a prostituiçao no coração das pessoas e já consideram a homossexualidade natural... se não o fizermos será cobrado de nós.

Anônimo disse...

Olá Pr. Guedes. Pesquisando sobre a homossexualidade, acabei parando nessa pagina e lendo sua publicação Pastor. O estudo de caso sobre "homossexualismo" é complicado de ser falar, mas o homossexualismo é uma realidade bastante presente no nosso mundo contemporâneo, principalmente pela liberdade como é tratado na mídia em geral. Ser Gay nos dias de hoje é bem mais fácil que nos tempos de outrora. Mas o fato é, ser gay é um pecado inaceitável pra Deus e mesmo para a igreja. Creio que não é fácil ser GAY. Sou um jovem de 22 anos e há tempos luto contra alguns desejos desenfreados por homens. Já me relacionei com mulheres, mas não tenho a mesma emoção de quando estou com um homem... Sinto-me um lixo quando termino minhas relações sexuais com homens. A sensação de culpa é tão grande que a vontade é de nunca ter existido, logo vem os questionamentos sobre; “Por que Deus me criou com esse sentimento tão sujo, por que ele permite que isto exista?”.
Muitas são as igrejas despreparadas para tratar do tema homossexualismo, creio que seja pela exposição dos indivíduos, ou mesmo, por ser um tema bastante delicado de ser tratado, mesmo dentro de casa. Não é fácil para um pai e uma mãe ver seu filho ou filha exposto a práticas contrárias a natureza, se relacionando de forma inconstante e efêmera, pois a grande maioria das relações gays é instável.
Mas, lendo o texto acima, sobre o jovem transformado, eu acredito que o amor transforma as pessoas. “O amor tudo crer, tudo espera, tudo suporta...” Ao mesmo tempo que é difícil ser um gay, acredito que pela força do amor de DEUS podemos mudar.

Pastor Guedes disse...

Caro Anonimo,

Agradeço pela visita e comentário.

O amor pode transformar mesmo sua vida. Sinta-se a vontade ao visitar eu blog e deixar mais comentários.

Abraço.

Anônimo disse...

AMARAS TEU DEUS TE TODO O SEU CORAÇAO E COM TODA SUAS FORÇA,SOMENTE CRIA E NUNCA DUVIDE ......

Anônimo disse...

Se este blog é realmente sério, tenho certeza que o meu comentário será aceito! Tenho 23 anos, e sou Gay. Eu concordo sim que o poder de Deus está acima de qualquer força na Terra... mas terei que discordar do senhor quando diz que "Deus pode transformar e salvar o mais vil pecador", referindo-se a uma pessoa Gay. Um gay não é o mais vil pecador! Uma pessoa não é homossexual porque escolhe; ninguém prefere levar uma vida de percoceitos e sofrimento à ter uma vida plena com uma família conceitual de esposa e filhos. Sei que serei criticado por este comentário, mas não poderia deixar de expressar a minha insatisfação ao ler este tipo de publicação.

Pastor Guedes disse...

Caro Anônimo,

Esse seu artifício de escrever: "se este blog é realmente sério..." é utilizado, geralmente , por quem quer ver seu comentário publicado. A minha fala diz respeito a todo pecador vil, seja ele ladrão, assassino, pedófilo, padre, pastor ou ateu, inclusive os gays, pois todos nós somos pecadores vis. Leia Romanos 3.23.

Eu poderia alegar que se o amigo fosse uma pessoa séria publicaria seu nome, mas não o farei.

Abraço.

Anônimo disse...

A PAZ DO SENHOR PASTOR! EU TBM ESTOU PAÇANDO POR UM PROBLEMA PARECIDO,O QUE DEVO FAZER? DEUS ME FALOU QUE VAI ME LEVAR A MUITOS LUGARES QUE VAI ME COLOCAR EM GRANDES LUGARES,MAS ESTE PROBLEMA ME TIRA ESSA CONFIANÇA!!!PRECISO MT DE SUA AJUDA COMO EU DEVO AGIR???

Pastor Guedes disse...

CARO ANÔNIMO,

SE VOCÊ ACHAR POR BEM GOSTARIA DE FALAR COM VOCÊ ATRAVÉS DO EMAIL, OK?

pastorguedes@gmail.com

ABRAÇO.